Alunos da UTF criam sistema para monitorar a qualidade do ambiente de trabalho

Mesmo com todo o cuidado que as empresas têm para não oferecer riscos a seus funcionários, elas ainda estão, eventualmente, sujeitas a isso. E foi pensando nesse quesito que os alunos do Câmpus Curitiba Allan Souza, Tomas Abril, de Engenharia de Computação, e Derick Assunção, de Sistemas de Informação, desenvolveram um software para monitorar a qualidade do local de trabalho. O objetivo é tornar o ambiente coorporativo mais saudável e agradável para seus colaboradores.

O protótipo tem quatro sensores: temperatura, umidade, intensidade sonora e monóxido de carbono. Os sensores são integrados a uma placa principal que envia os dados de leitura dos sensores a um servidor; então, os dados são tratados e podem ser visualizados graficamente. Dessa forma, é possível avaliar diferentes componentes do ambiente de trabalho.

Todo o interesse começou por causa do concurso da Telit Cup Brasil, que premia projetos de tecnologia e startups de inovação desenvolvidos por estudantes. O tema desse ano foi ‘Internet of Things’, e a equipe teve um mês para elaborar um plano de negócio e desenvolver a ideia. Os alunos utilizaram um ambiente de escritório como partida. Apesar de não terem levado o prêmio, a equipe conta que receberá apoio total da Telit para suporte técnico e publicidade quando finalizarem o protótipo, que está sendo aperfeiçoado.

Aluno do sexto período, Allan Souza garante que o projeto já trouxe muitas experiências boas para o grupo e oportunidades para o futuro. “Tivemos a oportunidade de conhecer outros grupos que participaram e seus projetos, além do ótimo retorno que tivemos após apresentarmos o projeto a uma banca avaliadora com empresários de sucesso na área de tecnologia. Tudo isso fez aumentar nossa rede de contatos”, afirma o estudante. A proposta a partir de agora é pensar em formas de adaptar o sistema para diversos ambientes e torná-lo comercialmente viável.

Equipe da UTF se destaca na Competição Latino-Americana de Robótica

E mais uma vez os alunos da UTF se destacam em eventos científicos. Agora foi a vez da XII Competição Latino-Americana e Brasileira de Robótica, realizada entre os dias 18 e 22 de outubro na USP de São Carlos, onde a equipe UTBots se consagrou como um dos destaques da competição.

A equipe, formada por alunos dos cursos de Engenharia da Computação e Sistemas de Informação, conquistou  dois terceiros lugares nas seguintes categorias: RoboCup Simulation 3D e RoboCup@Home. E o feito é ainda maior se comparado com a quantidade de participantes: 750 pesquisadores de diversas instituições da América Latina, divididos em 144 equipes! Ah, a galera ainda competiu nas categorias Futebol de Robôs Simulação 2DSmall Size.

Membros da equipe:

Vinícius Amilgar Brenner (Engenharia da Computação);
Vanessa Schemmes Martins Pinto (Engenharia da Computação);
Emanuel Atanázio (Bacharelado em Sistemas de Informação);
Rodrigo Longhi Guimarães (Engenharia da Computação);
Rafael Jorge Trindade (Engenharia da Computação).
Coordenação: professor João Alberto Fabro, líder do grupo de pesquisa LASER – Laboratório Avançado de Sistemas Embarcados e Robótica da UTFPR.

Membros da equipe UTBots

Membros da equipe UTBots…

... e os troféus trazidos para a UTF!

… e os troféus trazidos para a UTF!

Parabéns, galera! 😀

 

UTFPR e o Mercado de Trabalho – Sistemas da Informação

Com o grande número de informações que são geradas e distribuídas todos os dias através dos computadores nas empresas, é essencial que exista um sistema que administre tal fluxo. E o curso de Sistemas de Informação, ofertado no Câmpus Curitiba, forma profissionais para essa crescente demanda do mercado de trabalho.

O Bacharel em Sistemas de Informação é capacitado para desenvolver, instalar, adaptar e implementar sistemas computacionais. Além disso, também pode coordenar equipes de trabalho e definir o uso de recursos de TI (Tecnologia de Informação) específicos para atender às necessidades das organizações.

A diversidade de frentes de trabalho é uma das características da área. “As empresas são diversas, tanto em número quanto em tamanho e área de atuação. O profissional de Sistemas de Informação pode atuar em empresas onde a Computação é a atividade fim, e naquelas em que a Computação é a atividade meio”, comenta a professora Mariangela Gomes Setti, coordenadora do curso.

Com uma carga horária de 3.510 horas/aula, o curso de Sistemas de Informação da UTFPR contempla disciplinas bastante específicas como por exemplo Algorítimo, Lógica para Programa, Arquitetura de Computadores, Banco de Dados, Estrutura de Dados, Sistemas Operacionais, Engenharia de Software etc.

Segundo a publicação Guia do Estudante, da Editora Abril, o salário inicial de um profissional de Sistemas de Informação é de R$ 1.265. Esse valor, no entanto, não é exato, uma vez que há uma grande diversidade de funções e postos de trabalho.

Gostou das áreas de atuação desse profissional? Compartilhe!