Trabalho de aluno de graduação é premiado em workshop nacional

Mais uma conquista dos nossos alunos 😉

O trabalho de iniciação científica do aluno do Bacharelado em Ciência da Computação do Cãmpus Campo Mourão, Luiz Felipe Fronchetti Dias, recebeu o prêmio de MELHOR ARTIGO do V Workshop de Visualização, Evolução e Manutenção de Software (VEM 2017), realizado no último dia 20 de setembro, em Fortaleza, junto ao VIII Congresso Brasileiro de Software (CBSoft).

Intitulado Who Drives Company-Owned OSS Projects: Employees or Volunteers?, o artigo foi orientado pelo professor Igor Steinmacher, em parceria com pesquisador Gustavo Pinto e seu orientando Jhoylan Santos, ambos da Universidade Federal do Pará. O artigo é parte do projeto de pesquisa do professor Steinmacher, recentemente aprovado no Edital Universal CNPq.

O artigo apresenta um estudo sobre a participação de desenvolvedores pagos e voluntários em projetos de software livre que são gerenciados/mantidos por empresas. Foram analisados dois projetos que pertencem ao GitHub (atom e hubot), que são projetos ativos, e receptivos a contribuições externas. Os achados mostraram que desenvolvedores que trabalham no GitHub são responsáveis por 45,54% dos pull-requests do projeto, enquanto contribuidores externos submeteram 54,46%. Também observou-se que desenvolvedores externos submetem variadas contribuições, desde documentação até código mais complexo.

Outro trabalho do professor Igor Steinmacher, em parceria com o professor Igor Wiese e Anderson Bergamini (aluno de mestrado da UEM), foi premiado com o 3° lugar neste mesmo evento.

O CBSoft, que é o principal evento científico da área de software do Brasil, contou com a participação de outros alunos do Câmpus Campo Mourão, incluindo a apresentação de 2 artigos na trilha principal do evento . Um deles apresentado pela também aluna de graduação Mairieli Wessel, sob orientação do professor Igor Wiese.

Segundo o professor Steinmacher, a premiação mostra a inserção da UTFPR entre as grandes universidades em termos de pesquisa de ponta no Brasil. “Vale ressaltar que publicações em eventos na área de Ciência da Computação são de mesma importância que publicações em periódicos (journals) e tem grande impacto, tendo inclusive avaliação de acordo com o Qualis”, comenta.

 

Acadêmico de Moda vence a segunda edição do Apucarana Fashion Day

Olá, meninas do blog! E meninos também, é claro… 😉

Você já pensou em como um acessório tão comum quanto o jeans pode se transformar em algo sofisticado? Pois bem, o Jean Fantuci, um dos nosso alunos de Design de Moda (Câmpus Apucarana), fez justamente isso e conquistou o primeiro lugar no Apucarana Fashion Day, realizado no último dia 16. O evento é organizado pelo Sindicato das Indústrias do Vestuário de Apucarana e Vale do Ivaí (Sivale) e teve como temática ‘Da Origem ao Luxo, uma Viagem Cultural ao Jeanswear’.

apucarana_fashion_day2

Jean Fantuci (segundo à direita) durante premiação do Apucarana Fashion Day

Esta é a segunda vez que os alunos da UTFPR participam do evento, e também foi a segunda vez que o estudante Jean Fantuci se inscreveu. Aluno do 6° período, Jean conta que a vontade em retornar ao evento se justificou pela repercussão que teve a primeira edição e por também considerar a temática interessante.

“Minha inspiração foi a origem do jeans, do seu uso nos uniformes dos mineradores estadunidenses às semanas de alta costura. Esse tecido evoluiu, ganhou mercados e consumidores. Os looks transfiguram-se no incomum por meio de referências de costuras, texturas, desfiados, vazados e transparências, propondo uma nova escrita sobre o material proposto”, comenta Fantuci.

Croqui das peças apresentadas pelo aluno Jean Fantuci

Croqui das peças apresentadas por Jean Fantuci

Ah, e olha só, as peças foram confeccionadas nos laboratórios da UTF e também em casa, tudo para garantir que o projeto estivesse impecável!

Com tanto zelo para a execução da ideia, é claro que o prêmio trouxe pontos na vida profissional do aluno. “O Apucarana Fashion Day é um evento que cresceu e tem potencial de expandir o seu alcance ao decorrer dos anos. Ser o primeiro colocado em concursos de moda é uma oportunidade de mostrar o seu trabalho a um número maior de pessoas e, consequentemente, obter um possível destaque no mercado, além de ser um diferencial no currículo e portfólio”, acrescenta Jean. A competição redeu ainda um prêmio no valor de R$ 500 e um estágio em uma empresa da cidade.

Sendo assim, mal podemos esperar para a ver sua próxima coleção, Jean!

 

Equipe de robótica PatoBots sobe ao pódio na Summer Challenge 2015, em MG

A equipe de robótica PatoBots, do Câmpus Pato Branco, foi uma das vencedoras da 3ª edição da “Summer Challenge 2015”, um dos maiores eventos nacionais de robótica realizo no início do mês na Universidade Federal de Lavras, em Minas Gerais.

Pódio da Summer Challenge 2015. Equipe da UTF conquista 2° lugar na competição

Pódio da Summer Challenge 2015. Equipe da UTF conquista 2° lugar na competição

Nesta edição, a equipe PatoBots competiu na categoria “Seguidor de Linha”  e obteve o 2o lugar com o robô “Robbie2.0” e o 11o lugar com o robô “Beta-Project”. Os dois robôs são frutos do Trabalho de Conclusão de Curso do acadêmico Márcio Luis Petry, de engenharia de computação, sob orientação dos professores Fábio Favarim, do Departamento Acadêmico de Informática, e César Rafael Claure Torrico, do Departamento Acadêmico de Elétrica.

Vista da pista de competição, na Universidade Federal de Lavras

Vista da pista de competição, na Universidade Federal de Lavras

Na avaliação do aluno, além de contribuir para sua formação profissional, a participação na competição o instigou a aprofundar cada vez mais os estudos nas mais diversas áreas de conhecimento e a buscar novas estratégias para vencer os robôs adversários. Ele comenta que nesta edição fez uso de Encoders, dispositivo capaz de mapear a pista e prever curvas antes de chegar nelas: “assim, foi possível acelerar ao máximo nas retas e reduzir a velocidade em cima da curva”.

“É uma emoção especial vencer equipes consagradas como a UFRJ e a Poli-USP, que estão há mais de 10 anos competindo nesse tipo de evento. Percebi uma grande evolução das equipes desde a Winter Challenge [também competição de robótica], assim precisamos integrar mais membros a nossa equipe e trabalhar num protótipo cada vez mais competitivo”, completa Petry.

Criada em maio deste ano, a equipe PatoBots já participou da edição de inverno da Winter Challenge, uma das tradicionais competições de robótica do País, e obteve o 13ª lugar na classificação nacional. Já em outubro, também na categoria  “Seguidor de Linha”, a galera participou do evento Face 2015, a nível regional, e obteve o 1° e 3° lugares com os robôs Robie 2.0.

É isso aí, com menos de um ano de funcionamento e a galera da PatoBots mandando ver nas competições de robótica 😀

Aluna da UTF recebe prêmio de universidade irlandesa

O Blog do Aluno sempre mostra a galera da UTF em destaque mundo afora. Hoje é a vez da aluna do curso de Design, Franciele Rosário, que recebeu o prêmio de melhor estudante do Limerick Institute of Technology (LIT), na Irlanda!

Franciele foi reconhecida por obter as melhores notas em todas as disciplinas do curso “Animation and Motion Design”, realizado durante um ano de intercâmbio na instituição irlandesa.

Franciele acompanhada da coordenadora do curso de Design, da professora Miriam Retorta e dos representantes da LIT: Michael, Cliona e Siobhan

Por isso, no último dia 04, representantes do LIT vieram a Curitiba para entregar o certificado e o prêmio em dinheiro para a estudante. Durante a cerimônia, o vice-presidente do instituto, Michael O’Connell, elogiou a determinação da aluna.

Franciele agradeceu e contou como iniciou sua jornada. “Eu cheguei lá em agosto de 2013 e tive um mês de aulas de inglês. O nosso professor era ótimo, pois nos passava muitos detalhes da cultura irlandesa, que é super peculiar e riquíssima”, conta.

Após essa fase, a aluna começou as aulas regulares na cidade de Clonmel. “Foi uma experiência única! Os professores foram muito atenciosos e eu tive aulas bem focadas em animação e vídeo”. Além dos estudos,  Franciele também  conta que pôde tirar alguns dias para viajar. “Sempre tinha trabalhos grandes para entregar e provas no fim de cada semestre. Mas, nas semanas de folga, pude aproveitar para conhecer novos lugares”, diz.

Quer fazer intercâmbio como a Fran? Veja as dicas que ela deixou: 😉

1. Aproveite a oportunidade. As possibilidades de estudar lá fora aumentaram com o Ciências Sem Fronteiras.
2. Não se acomode. Estude. Se você não se encaixou bem no seu curso, estude a língua estrangeira. Mas não deixe esse tempo passar só como diversão porque o que você pode trazer de lá é muito mais valioso.
3. E se divirta também! Aproveite as folgas para viajar, converse bastante com estrangeiros, faça muitos amigos e traga boas histórias.

Resultado do Concurso de Fotografia #UTF10Anos

A comissão organizadora do Concurso de Fotografia #UTF10Anos divulgou nesta segunda-feira, dia 01, o resultado dos cinco primeiros classificados que serão premiados pela instituição.

E os alunos da UTF mandaram ver… paparam quatro, das cinco primeiras posições do Concurso.  Em primeiro lugar foi classificada a aluna Elisa da Silva Rohweder, do Câmpus Pato Branco. Em segundo, o aluno Aliã Bianco de Brito, do Câmpus Curitiba; em terceiro, o aluno Michel Yudi Shinkai Kanemaru, do Câmpus Francisco Beltrão, seguido do quarto lugar do servidor Jeferson Rafael Bueno, do Câmpus Campo Mourão, e do quinto classificado, o aluno Lucas Alves de Oliveira, do Câmpus Curitiba.

O Concurso recebeu 290 inscrições e o objetivo era retratar o dia a dia, os espaços, as pessoas que fazem parte da universidade. Aos primeiros cinco classificados, julgados pela comissão organizadora, serão pagos os seguintes prêmios: 1º lugar – R$ 2.000,00; 2º lugar – R$ 1.200,00; 3º lugar – R$ 1.000,00; 4º lugar – R$ 500,00 e 5º lugar – R$ 300,00.

Além disso, as 10 fotografias classificadas nos primeiros lugares serão ampliadas e impressas em formato A2 e serão utilizadas em uma mostra itinerante que percorrerá os câmpus durante os dois meses que antecederão as comemorações de transformação.

Confira, em ordem, as cinco fotos premiadas (estão em baixa resolução)

E não deixe de acompanhar as comemorações dos 10 anos da UTF no hotsite da campanha!