Acadêmicos da UTFPR conquistam o recorde brasileiro de minifoguetes

Aqui é recorde brasileiro!

O grupo de Foguetes do Câmpus Francisco Beltrão conquistou o recorde brasileiro de precisão de apogeu na categoria 500 metros. Foram exatamente 506 metros de altitude alcançados pelo minifoguete projetado e produzido pela galera. O recorde já foi reconhecido pela Associação Brasileira de Minifoguetes.

Batizado de Durango 2, o minifoguete foi lançado no dia 18 de abril, em um dos testes preparatórios do grupo Tsiolkovski, para o 4º Festival Brasileiro de Minifoguetes e alcançou a altitude pretendida com um erro de apenas 1,2%. A estrutura principal do foguete é um cano PVC, com as aletas e a ogiva feitas de fibra de vidro. A parte interna foi adaptada para segurar o motor, sendo este feito de inox.

Equipe GFT, nova detentora do recorde brasileiro de minifoguetes (Foto: Divulgação)

Equipe GFT, nova detentora do recorde brasileiro de minifoguetes (Foto: Divulgação)

O grupo Tsiolkovski, é formado por estudantes e professores do curso de Engenharia Química de Francisco Beltrão e de Engenharia Mecânica de Pato Branco, e entre eles, Andreia Dagostini, que conta que é necessário jogo de cintura para fazer tudo funcionar corretamente. “Muita teoria é estudada e um planejamento é feito. Entretanto, quando colocado em prática, várias coisas não funcionam como na teoria, tudo isso exige que pensemos como engenheiros para resolver os problemas com rapidez e eficiência. Um problema encontrado no desenvolvimento do protótipo foi pensar na estabilidade do foguete para que saísse da rampa de lançamento com a velocidade adequada e que o vento não conseguisse mudar sua trajetória”, comenta a aluna.

Dagostini conta ainda que o foco do grupo não era atingir o recorde, e sim realizar os testes para o evento. “Seria nosso único teste para essa categoria do festival. Sabemos que os simuladores não são tão precisos, então ficamos impressionados com a altitude atingida e só depois pensamos no recorde. Enviamos nossos dados e o recorde foi reconhecido. Certamente foi muito gratificante para todos os membros da equipe”, conclui a estudante.

Para conferir os vídeos e updates da equipe, basta seguir a fanpage GFT 😉

Equipe do Câmpus Curitiba é uma das vencedoras do Festival de Minifoguetes

A equipe de espaço-modelos do Câmpus Curitiba foi um dos grandes destaques da terceira edição do Festival de Minifoguetes da Universidade Federal do Paraná (UFPR). A galera conquistou dois pódios: 1° lugar na categoria ‘Apogeu 50 m’ e 3° lugar na ‘Classe 1/2A’.

A equipe foi criada no final de 2014 e competiu no festival de 2015, com cinco membros e três projetos, alcançando a segunda colocação na categoria ‘Apogeu Máximo A’, com um alcance exato de 100 metros. Já na edição deste ano, que ocorreu no feriadão de Tiradentes, a equipe chegou com sete membros e oito minifoguetes para a disputa em quatro diferentes categorias.

equipe_ct_espaço_modelos

Equipe de minifoguetes do Câmpus Curitiba (Foto: Divulgação)

O processo de confecção dos minifoguetes ocorre em três etapas: projeto, construção e verificação. A etapa do projeto é feita por meio de um software de simulação e a construção é realizada em grande parte manualmente. “Com os minifoguetes já construídos, são verificados e recalculados diversos parâmetros, levando em conta fatores novos como imperfeições no processo de manufatura. Com isso, são feitos alguns ajustes finais para atingir um resultado aceitável”, explica Lawrence Samburgo, líder da equipe.

Futuramente, a equipe deseja otimizar as etapas de confecção dos minifoguetes. “A ideia é ampliar a equipe gradualmente para que seja possível competir em todas as categorias possíveis com um excelente desempenho e, em um futuro próximo, até competir internacionalmente”, completa Samburgo.

Essa UTF só arrasa, heim? 😉