Estudantes da UTFPR conquistam segundo lugar no Hackathon Paraná 2016

Os estudantes de engenharia do Câmpus Curitiba Diogo Knop e Leonardo de Angelis conquistaram o segundo lugar na Hackathon Paraná 2016, maratona de programação voltada para o desenvolvimento de soluções tecnológicas de interesse público. O evento foi realizado no último dia 9 e reuniu mais de 50 participantes durante as 36 horas ininterruptas de competição.

Diogo e Leonardo desenvolveram um aplicativo capaz de substituir o sistema de bilhetagem eletrônica do transporte público utilizado atualmente. Também faziam parte da equipe os acadêmicos Willian Teleginski (PUC-PR) e Igor Koubetch (UTP).

Os alunos Diogo Knop e Leonardo de Angelis, integrantes da equipe Mobi Dataminer (Foto: Cristiano Sousa)

Os alunos Diogo Knop e Leonardo de Angelis, integrantes da equipe Mobi Dataminer (Foto: Cristiano Sousa)

Segundo Diogo, o projeto também contribui mapear deslocamentos e demandas do transporte público, comparando-se à metodologia de pesquisas “origem-destino”, aplicada atualmente pelas prefeituras municipais. “Esses dados permitem segurança na definição de estratégias de mobilidade urbana e no planejamento do transporte para os anos seguintes”, afirma o estudante de Engenharia Eletrônica.

Outra funcionalidade é poder auxiliar no planejamento de políticas públicas para o setor. É o que destaca o Leonado, acadêmico de Engenharia Civil: “o aplicativo poderá fornecer informações precisas, para que os gestores públicos adequem o transporte de maneira eficiente, direcionando recursos para as linhas de ônibus com maior demanda, ou seja, proporcionando mais investimentos no setor e redução de custos”.

Hackathon Paraná

Lançado no mês de setembro no Câmpus Curitiba, o Hackathon Paraná 2016 tem como objetivo incentivar a criação de soluções inovadoras voltadas à gestão pública. A iniciativa do Governo do Estado do Paraná, por meio da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Urbano (Sedu), enfocou nas áreas de “Obras Públicas” e de “Transporte Público”.

 

Hackathon Paraná 2016 recebe inscrições até esta sexta-feira, dia 23

Tem alguma ideia inovadora voltada à gestão pública?

Estão abertas até esta sexta-feira, dia 23, as inscrições para a Hackathon Paraná 2016, maratona de desenvolvimento de softwares. O evento tem como objetivo incentivar  a criação de soluções digitais para questões relacionadas ao desenvolvimento urbano, principalmente às áreas de transporte público e obras públicas.

hackathon_2016

Os temas específicos serão divulgados somente na abertura da maratona, que será realizada entre os dias 7 e 9 de outubro, na sede da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas diretamente na página do evento. Ao todo, serão aceitas 50 inscrições, divididas nas seguintes categorias: 26 vagas para desenvolvimento, 12 vagas para design e 12 vagas para business.

Como premiação, cada integrante da equipe vencedora receberá troféu, diploma e um curso nas seguintes áreas: criação de aplicativos; criação de jogos; design thinking; produção de conteúdos & mídias digitais; empreendedorismo; ou idiomas (inglês, francês, alemão, italiano ou espanhol). Os vencedores também poderão dar continuidade ao projeto em um programa de mentorias para startups, além da concessão de créditos de até US$ 120 mil para consumo de tecnologia IBM, pelo período de 12 meses.

Sobre o Hackathon

O termo resulta de uma combinação das palavras inglesas “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona). Trata-se de um evento que reúne programadores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de software para uma maratona de programação, cujo objetivo é desenvolver um software que atenda a um fim específico ou projetos livres que sejam inovadores e utilizáveis.

Durante a maratona, que pode durar entre um dia ou uma semana, os participantes têm a oportunidade de concorrer a prêmios, conhecer outros profissionais da área, fazer networking e participar de um projeto colaborativo em um ambiente específico de programação.