Alunos de Campo Mourão criam nova fonte de Libras

Você sabia que existem mais de 10 milhões de pessoas com deficiência auditiva parcial ou total no Brasil e que a acessibilidade para essas pessoas realizarem atividades do cotidiano ainda é um desafio? Pois é, foi pensando nisso que os alunos Diego Aguiar e Alexandre Nassar, que cursam o ensino médio técnico em Informática no Câmpus Campo Mourão, criaram uma fonte tipográfica em Libras (a Linguagem Brasileira de Sinais) compatível com todos os sistemas operacionais de computador: Mac OS, Linux e Windows.

A ideia surgiu por meio de um projeto de extensão coordenado pelo professor Ricardo Sander, que visa aproveitar os conhecimentos da área de informática para contribuir com a comunidade externa, disponibilizando a fonte para o público gratuitamente. Também colaborou para a criação do projeto o fato de que a última fonte em Libras é de 2002 e já tem mais de 15 anos, ou seja, não evoluiu paralelamente à língua portuguesa.

Para criar a fonte, foi necessário um trabalho minucioso onde os alunos passaram por várias etapas, trabalhando com diversos equipamentos e softwares até sua implementação na forma de fonte tipográfica, com um sistema de formulação totalmente inédito, criado pelos próprios alunos. Olha só o resultado final:

15036625_670337776476659_7357072935229434422_nPara os deficientes auditivos, o alfabeto manual (datilologia) é muito importante na língua de sinais pois permite que palavras que ainda não tenham um sinal definido sejam soletradas, funcionando como um elo entre a língua de sinais e à língua oral.

E os resultados ao longo do ano foram melhores do que o esperado. “Estamos extremamente felizes e satisfeitos, pois já obtivemos mais de cinco mil cliques em download por todo Brasil, mais de 600 curtidas em nossa página do Facebook, diversos minicursos e aulas que utilizam nossa fonte. Além de inúmeras mensagens de agradecimento e reconhecimento do nosso projeto, sobretudo de professores de Libras de inúmeras regiões brasileiras”, destaca Diego.

Alexandre ressalta que a contribuição com um público que necessita deste recurso vale muito a pena: “Há inúmeras formas de contribuir para uma sociedade melhor, desde trabalho de caridade, políticas, qualificação, acessibilidade e inclusão. Acreditamos que o projeto Libras 2016 será uma ótima ferramenta principalmente para o ensino da língua. Sentimo-nos bem por saber que contribuímos nesse sentido”.

Quer ter a fonte em seu computador? Siga os passos para obter uma fonte leve, gratuita, inclusiva e muito fácil para instalar:
Link para download (.otf)
Link para download (.ttf)
– Abra o arquivo baixado em seu computador e clique em “Instalar”
– Pronto, agora em qualquer editor de texto você consegue utilizar a fonte do projeto Libras 2016!

Projeto possibilita estudo de topografia por meio de realidade aumentada

Sim, a tecnologia é um dos grandes aliados da educação!

Um exemplo é o projeto SARndbox, realizado no Câmpus Campo Mourão, que faz uso de ferramentas tecnológicas para criar uma simulação de realidade aumentada de relevos topográficos.

“A ideia é integrar um sistema de realidade aumentada com modelos topográficos criados fisicamente, que têm sua superfície escaneada em tempo real. Esses modelos são usados como plano de fundo para uma variedade de efeitos gráficos e simulações”, explica a professora Maristela Mezzomo, orientadora do projeto. O sistema de simulação conta com um computador, um projetor, um sensor de profundidade e uma caixa contendo areia. Tudo bem simples e o legal é que o simulador pode ser manuseado mesmo sem a supervisão de um especialista.

SARndbox simulando um relevo de montanha (Imagem: divulgação)

SARndbox simulando um relevo de montanha (Imagem: divulgação)

A iniciativa do projeto partiu de um grupo de alunos do Curso Técnico Integrado em Informática. “Montamos a SARndbox e apresentamos em uma ação de extensão junto à Diretoria de Relações Empresariais e Comunitárias para a Feira de Ciências e ExpoUT de 2015. Em 2016, a ação virou um Projeto de Recurso Educacional Aberto ligado à Diretoria de Graduação do Câmpus”, comenta Maristela.

Atualmente, a SARndbox é utilizada como ferramenta de apoio didático para aulas que trabalham com a temática ambiental, como nas disciplinas de Geomorfologia (Engenharia Ambiental) e de Geografia I e II (Técnico Integrado em Informática).

“Os resultados têm demonstrado que a SARndbox é uma ferramenta didática interessante, que aproxima o uso de interfaces não-convencionais no ensino, permitindo que alunos, professores e profissionais tenham a oportunidade de interagir a partir da escolha e elaboração de estratégias para agir de modo autônomo. Além disso, a interface permite que o aprendiz explore de forma mais ampla o material educacional, através de uma interatividade ativa e sensorial”, avalia a professora.

SARndbox

Criada originariamente na Universidade da Califórnia (EUA), a SARndbox se popularizou por ser uma proposta interativa que facilita o ensino de temas relacionados à topografia. No Paraná, apenas o projeto do Câmpus Campo Mourão está credenciado junto à coordenação internacional da SARndbox.

Inscrições abertas para o Exame de Seleção do Câmpus Curitiba

Para quem vai iniciar o ensino médio e deseja ter um ensino já voltado para o mercado de trabalho, a UTFPR está com as inscrições abertas, até 20 de janeiro, para o Exame de Seleção para os cursos de nível técnico em Mecânica e em Eletrônica do Câmpus Curitiba.

Ao todo, são ofertadas 80 vagas, 40 para cada um dos cursos. Ah, 50% dessas vagas são destinadas a alunos oriundos de escola pública. As inscrições devem ser feitas diretamente no site da Universidade, na página Futuros Alunos. A taxa de inscrição é de R$ 54.

Confira aqui o edital

As provas do Exame serão aplicadas no dia 5 de fevereiro, às 9h. Os candidatos serão avaliados por uma prova contendo uma redação e 50 questões das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências e Estudos Sociais.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 17 de fevereiro, no próprio site da UTFPR. Já a entrega de documentos para a matrícula está programada para o dia 24 de fevereiro no Câmpus Curitiba. As demais chamadas serão divulgadas no início de março, também pelo site.

 

Alunos conquistam medalhas na Olimpíada Internacional de Matemática

Os alunos do curso técnico integrado em Agrimensura do Câmpus Pato Branco conquistaram duas medalhas na Olimpíada Internacional de Matemática Sem Fronteiras (MSF). A competição, que teve as provas aplicadas em abril, contou com a participação de equipes formadas por alunos do ensino fundamental e médio.

É a primeira participação da UTFPR na Olimpíada. Foram premiadas as turmas do 2° e 4° anos do curso técnico de Agrimensura. A nível estadual, o 4° ano conquistou medalha de prata e o 2° ano, medalha de bronze. Considerando todas as escolas brasileiras, as duas turmas receberam medalhas de bronze.

A MSF possui características específicas. Cada classe resolve apenas uma prova, ao contrário das demais olimpíadas convencionais, onde os alunos respondem individualmente as questões.  Outro diferencial é que também há questões formuladas em língua estrangeira: espanhol, francês ou inglês. Neste caso, a turma escolhe um idioma de preferência para as questões.

O objetivo da Olimpíada é promover uma aproximação dos estudantes com o estudo da matemática e mostrar a importância das línguas modernas na atualidade e, além de tudo, estimular o trabalho coletivo dos alunos.

Parabéns, galera!

Publicado edital do Exame de Seleção para o segundo semestre letivo

Foi publicado nesta segunda-feira (13) o edital do Exame de Seleção para as novas turmas dos cursos de nível técnico, integrado ao ensino médio, do Câmpus Curitiba. São 80 vagas disponibilizadas para as turmas Eletrônica e Mecânica.

exame_selecao_2016_2
Ou seja, uma oportunidade para quem está concluindo ou já concluiu o ensino fundamental e quer fazer o ensino médico junto com um curso técnico. Os interessados em participar da seleção devem se inscrever no portal da UTFPR, na página Futuros Alunos, entre os dias 15 e 30 de junho. A taxa de inscrição tem o valor de R$ 35.

A prova será realizada no dia 8 de julho, às 9h, e contará com 40 questões objetivas das disciplinas de Língua Portuguesa,  Matemática, Ciências e Estudos Sociais, e uma redação. Das vagas ofertadas, 50% serão destinadas a alunos que concluíram todas as séries do Ensino Fundamental em escola pública.

O resultado final deve ser publicado no dia 25 de julho e as aulas têm início já no mês de agosto.