Alunos conquistam medalhas na Olimpíada Internacional de Matemática

Os alunos do curso técnico integrado em Agrimensura do Câmpus Pato Branco conquistaram duas medalhas na Olimpíada Internacional de Matemática Sem Fronteiras (MSF). A competição, que teve as provas aplicadas em abril, contou com a participação de equipes formadas por alunos do ensino fundamental e médio.

É a primeira participação da UTFPR na Olimpíada. Foram premiadas as turmas do 2° e 4° anos do curso técnico de Agrimensura. A nível estadual, o 4° ano conquistou medalha de prata e o 2° ano, medalha de bronze. Considerando todas as escolas brasileiras, as duas turmas receberam medalhas de bronze.

A MSF possui características específicas. Cada classe resolve apenas uma prova, ao contrário das demais olimpíadas convencionais, onde os alunos respondem individualmente as questões.  Outro diferencial é que também há questões formuladas em língua estrangeira: espanhol, francês ou inglês. Neste caso, a turma escolhe um idioma de preferência para as questões.

O objetivo da Olimpíada é promover uma aproximação dos estudantes com o estudo da matemática e mostrar a importância das línguas modernas na atualidade e, além de tudo, estimular o trabalho coletivo dos alunos.

Parabéns, galera!

O ensino técnico da UTF vai acabar?

Muita gente falando, muitas versões para uma mesma história. Mas, afinal, o ensino técnico da UTF vai acabar?

Não é bem assim, pessoal.

As seleções para os cursos técnicos integrados de nível médio no Câmpus Curitiba (Eletrônica e Mecânica), de fato, serão realizados somente até segundo semestre de 2016. O número de vagas para o processo seletivo do próximo ano já será reduzido, de 40 para 20. A decisão foi tomada pelos departamentos responsáveis pelos cursos do Câmpus Curitiba (Segundo o Plano de Desenvolvimento Institucional da UTF 2013-2017, a decisão de abertura e fechamento de cursos cabe à administração de cada Câmpus, de acordo com as suas condições físicas e humanas. Nos Câmpus Pato Branco e Campo Mourão, por exemplo, os cursos serão ofertados normalmente).

Mas para entender essa questão, precisamos voltar um pouco no tempo.

Em 2005, quando o então Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (Cefet-PR) foi transformado em Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), a instituição passou a ser vinculada à Secretaria de Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação (MEC) e não mais à Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec). Por esta razão, a oferta de cursos, os investimentos e a contratação de docentes foram direcionados aos cursos de graduação e pós-graduação. Ou seja, houve uma mudança significativa na forma de atuação da UTF. 

E isso foi ruim? Pelo contrário! Olha só o vídeo abaixo:

Voltando, agora, ao fim dos cursos técnicos em Curitiba.

Essa decisão foi tomada pelos departamentos acadêmicos que ofertam os dois cursos técnicos do Câmpus Curitiba e vale apenas para esses cursos especificamente. Em contrapartida, o Câmpus ofertará os cursos de Engenharia Mecatrônica e Engenharia Ambiental e Sanitária.

Os outros dois cursos de nível técnico ofertados pela UTFPR – Informática do Câmpus Campo Mourão e Agrimensura do Câmpus Pato Branco – não sofrerão alterações. 

Mas isso não é pouco para a demanda da sociedade por ensino técnico?

Com todas essas mudanças, o Ministério da Educação estabeleceu que a oferta de cursos técnicos cabe, preferencialmente, aos Institutos Federais. E aqui no Paraná, o Instituto Federal do Paraná (IFPR) já tem câmpus em 21 cidades. Para conhecer mais sobre o Instituto e os cursos ofertados, clique aqui.

E qualquer outra dúvida, é só comentar aí em baixo. Pode deixar, que vamos responder tudo! 😉

 

Contagem regressiva: Olimpíada Paranaense de Química

Atenção, alunos do ensino médio de todo o Paraná! A UTFPR, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação do Paraná e do Conselho Regional de Química, está promovendo a 15ª edição da Olimpíada Paranaense de Química.

Após cada escola selecionar seus alunos (no limite de 25, por unidade escolar e/ou estabelecimento de ensino), será realizada a fase II, cujas provas serão aplicadas nos câmpus da UTF espalhados por todo o estado.

O mais legal disso? Depois da etapa estadual, os competidores poderão participar também das etapas nacionais, ibero-americana e até a internacional! Ah, e também vai ter medalhas, troféus e certificados pra quem mandar bem, sim! :)

Para participar, basta apenas curtir tabela periódica, átomos, isótopos e isóbaros, assim como ligação iônica, termoquímica, polímeros e biomoléculas…. se informar na sua escola sobre como funcionará os procedimentos da primeira fase e já ir se preparando para a etapa seguinte, que ocorrerá no dia 30 de maio.

Quem for selecionado pela escola, deverá fazer a inscrição no site da competição no período de 20 de abril a 20 de maio.

Para mais informações, consulte o regulamento da olimpíada 😀

 

45 alunos da UTFPR são premiados na Olimpíada Brasileira de Matemática

Os alunos do ensino médio da UTFPR, nível técnico-integrado, fizeram bonito na 10ª edição da Olimpíada Brasileiras de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), realizada durante todo o ano de 2014. Foram 45 premiações, entre medalhas de prata e bronze e certificados de menção honrosa.

MEDALHA DE PRATA
Felipe Kazuo Kaneda Akamine – Campo Mourão
Samuel Mathias Neitzke – Medianeira
Ana Maria Paludo – Pato Branco
Victor Lopes Gabriel – Curitiba
Faruk Hammond – Curitiba
Isaac Ramon Silva Dos Santos – Curitiba
Eduardo Pelanda Amaro – Curitiba
Paulo Giovni Basane – Campo Mourão

MEDALHA DE BRONZE
Ana Carolina Lopes De Melo – Campo Mourão
Caio Ruan Kakuno – Curitiba
Aurenzo Goncalves Mocelin – Curitiba
Guilherme Idelfonso Moreno – Campo Mourão
Marcos Vinicius Strieder – Medianeira

MENÇÃO HONROSA
Rafael Santos Flauzino – Medianeira
Gustavo Sylvio De Paula Menani – Cornélio Procópio
Hiago Souza Da Silva – Curitiba
Matheus Tadashi Natume – Curitiba
Victor Matheus Alflen – Campo Mourão
Alexandre Wosiach Mazieri – Cornélio Procópio
Heloise Carrer – Medianeira
Rhamonn Pavelik De Assis – Ponta Grossa
Sabrina Bianca Marmentini – Medianeira
Vinicius Evangelista Scarsi – Curitiba
Julio Cesar Pavei Frandoloso – Medianeira
Pedro Victor Fontoura Zawadniak – Campo Mourão
Leandro Reginato – Medianeira
Lucas Mendes Braga – Cornélio Procópio
Thais Zorawski – Campo Mourão
Diogo Felini Tondo – Pato Branco
Manuele Regina Harnisch – Medianeira
Rafael Augusto De Souza Candido – Campo Mourão
Alan Pedro Sepulvida Do Nascimento – Campo Mourão
Mateus Roel – Pato Branco
Josue Victor Besen – Medianeira
Mateus Modena Neves – Campo Mourão
Pamela Betiatto – Pato Branco
Bruno Bohn Dos Santos – Pato Branco
Luiz Gustavo Goncalves Da Costa – Cornélio Procópio
Arthur Ken Hirai – Cornélio Procópio
Eduardo Zanella Spricigo – Pato Branco
Thalita Scolari Lorenzi – Pato Branco
Jonatas Pedro Ribeiro Batista – Ponta Grossa
Jun Sasakibara – Ponta Grossa
Renata Tramontin Da Silveira – Ponta Grossa
Jhonatan Mara – Ponta Grossa

Os que conquistaram medalhas estão credenciados a participar do Programa de Iniciação Científica (PIC), que tem por objetivo inseri-los no universo da pesquisa matemática. Para participar do PIC, os alunos receberão auxílio financeiro (bolsa mensal-CNPq), alimentação, transporte e material didático.

E por falar em OBMEP, as inscrições para a edição 2015 do evento já começam agora em fevereiro. Acompanhe o calendário oficial e não perca os prazos!

Todos os alunos matriculados em escolas públicas podem participar da OBMEP.

Todos os alunos matriculados em escolas públicas podem participar da OBMEP.

 

Você que vai prestar o ENEM nesse ano, está preparado?

Quem deseja ingressar em um curso de graduação da UTFPR deve prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que nesse ano será nos dias 3 e 4 de novembro. Na Universidade Tecnológica, a nota do Enem é utilizada para classificar o aluno no Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Nessa reta final, é fundamental se dedicar aos estudos e com o auxílio de algumas ferramentas fica mais fácil garantir a sua vaga. Pensando nisso, o jornal O Estado de S. Paulo consultou professores, escolas e cursinhos renomados e elaborou uma lista que indica quais temas tem maior chance de cair no Enem. Além disso, o jornal recomenda sites para se preparar para a prova de redação e para as questões de português, atualidades, matemática etc.

Acesse o site do jornal O Estado de S. Paulo e confira!