Primeira competição InterBAJA da UTFPR é realizada no Câmpus Londrina

Conhecimento posto em prática. O último fim de semana foi de grandes desafios para mais de 200 alunos dos cursos de engenharia mecânica. Eles se reuniram no Câmpus Londrina para a primeira competição InterBAJA realizada na UTFPR. O objetivo era construir um veículo desde o projeto inicial até à construção das peças e do protótipo em si.

Protótipo da equipe Gralha Azul, do Câmpus Ponta Grossa (Foto: Divulgação)

Protótipo da equipe Gralha Azul, do Câmpus Ponta Grossa (Foto: Divulgação)

Os veículos foram analisados por professores e engenheiros do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Os que preencheram os critérios mecânicos e de segurança competiram em um pista de terra, montada exclusivamente para o evento. Foram aprovados em todos os testes os protótipos das equipes ProcoBaja, do Câmpus Cornélio Procópio, e Gralha Azul, do Câmpus Ponta Grossa.

Antes das competições, os convidados do ITA realizaram um bate papo com estudantes com tema: “Vantagens do Projeto Baja na Carreira Profissional dos Engenheiros”.

Sobre o Baja

Criado na década de 1970, na Universidade da Carolina do Sul (EUA), o Projeto Baja SAE tem como objetivo propor aos estudantes de engenharia atividades práticas da área a partir da construção do protótipo de um veículo. No Brasil, a competição chegou cerca de 20 anos mais tarde e os eventos estudantes que buscam ampliar os conhecimentos obtidos em sala de aula.

Mais um pouco do que rolou no evento…

15380332_1213513638737392_7182373662039411690_n

15440363_1213513822070707_5387447979910058803_o15442115_1337140979663393_5301344858326183365_nimg_7712

Empresa jr. de engenharia mecânica de Ponta Grossa abre processo seletivo

Estão abertas, até 23 de agosto, as inscrições para o processo seletivo da Vulcano, empresa jr. do curso de engenharia mecânica do Câmpus Ponta Grossa. Os interessados devem preencher o formulário online e enviar a declaração de matrícula, histórico escolar e o respectivo currículo para o e-mail vulcanoempresajr@gmail.com.

O processo de seleção contará também com outras duas etapas: dinâmica de grupo, no dia 31 de agosto; e entrevista, que será realizada no período de 03 e 09 de setembro. O resultado final está previsto para ser divulgado em 11 de setembro.

Sobre a Vulcano

A Vulcano Empresa Jr. desenvolve serviços de consultoria e prestação de serviços na área de engenharia geral e mecânica. Tem como missão promover o desenvolvimento contínuo das habilidades técnicas e gerenciais dos seus membros, com intuito de torná-los aptos aos desafios do mercado de trabalho.

Para mais informações, acesse o edital e a página da Vulcano no Facebook.

Alunos da UTF reconstroem projetos do inventor Leonardo Da Vinci

Estão em exposição no Museu Campos Gerais, em Ponta Grossa, maquetes de invenções de Leonardo Da Vinci. As réplicas foram desenvolvidas por alunos de engenharia mecânica da UTFPR Câmpus Ponta Grossa.

Podem ser vistas peças recriando inventos como o Tanque de Guerra, o Paraquedas e a Bicicleta. Além das obras, a exposição apresenta ao público cartazes que contam um pouco da história de Da Vinci.

Segundo Laercio Javarez Junior, professor e coordenador do curso, os objetos foram construídos em atividades extracurriculares na disciplina mecânica dos sólidos. O exercício  foi proposto como uma forma de mostrar aos alunos as diversas facetas de Leonardo Da Vinci e incentivá-los a desenvolver a criatividade.

Além dos estudantes de UTF, a exposição é estendida agora à comunidade. Entre os objetivos desta fase, Junior cita a tentativa de alcance de alunos de baixa renda no ensino médio. “Quem sabe não descobrimos um Leonardo Da Vinci entre eles?”, diz o professor.

A exposição fica em cartaz até o dia 5 de maio no Museu Campos Gerais – Rua Engenheiro Schamber, 686, Centro.  As visitas são aberas  das 8h às 11h45 e das 13h30 às 17h15, de terça à sexta. Agendamento de monitorias pode ser feito pelo telefone (42) 3220-3470 ou pelo e-mail museucamposgerais@uepg.br.

Aluno de engenharia mecânica desenvolve protótipo híbrido de frontbike

Pesquisa e aplicabilidade social. É o resultado do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Vinicius Eduardo Grigolo, de Engenharia Mecânica do Câmpus Pato Branco, que desenvolveu um protótipo híbrido de frontbike; em outras palavras, uma cadeira de rodas acoplada a uma dianteira de motocicleta que se transforma em uma espécie de triciclo.

Protótipo híbrido de frontbike desenvolvido por Vinicius Eduardo

Protótipo desenvolvido por Vinicius Eduardo

O protótipo é destinado a pessoas que tenham perda total ou parcial dos movimentos dos membros inferiores – como a cadeira precisa ser comandada pelas mãos, é necessário que o usuário tenha os movimentos dos membros superiores. A ideia de Vinicius é permitir que essas pessoas possam ter uma mobilidade maior, principalmente nas vias urbanas.

“Eu queria fazer um trabalho que além de me auxiliar na formação de engenheiro [mecânico] também tivesse um impacto social na comunidade”, comentou Vinicius em entrevista ao jornal Diário do Sudoeste.

Para uma viabilidade ainda maior ainda são necessários alguns ajustes. Tornar a forma de acoplagem mais fácil, diminuir o peso do material utilizado e os custos de fabricação, que hoje tornam o produto inviável para comercialização, são algumas das mudanças necessárias.

Vinicius Eduardo Grigolo defendendo o protótipo para a banda do seu TCC

Vinicius Eduardo Grigolo defendendo o protótipo para a banca do seu TCC

Para desenvolver o projeto, Vinicius contou com o apoio do Rotary Clube Pato Branco Sul, que foi financiou a montagem do protótipo, e dos colegas de curso Guilherme Polachini, Claudir de Souza, Eulino Silveira e Fábio José de Camargo. “Apesar do projeto e TCC ser de minha autoria, eu só obtive êxito pois tive amigos que me auxiliaram, fizeram somente pela amizade”, destaca Vinicius.

Aluno da UTFPR conquista 1° lugar no Desafio Renault Experience 2013

O aluno João Alfredo Sikorski van der Neut, do curso de Engenharia Mecânica da UTFPR – Câmpus Curitiba, foi o grande vencedor do concurso Desafio Renault Experience 2013. Organizado pela Renault do Brasil, o evento reuniu trabalhos de 19 universidades brasileiras com objetivo de premiar projetos inovadores destinados à indústria automotiva.

José Alfredo Sikorski e o professor Luiz Carlos Rodrigues na cerimônia de entrega da premiação. (Foto: Reprodução/RenaulExperience)

João Alfredo Sikorski e o professor  Leandro Magatão, representando Luiz Carlos de Abreu, na cerimônia de entrega da premiação. (Foto: Reprodução/RenaulExperience)

O projeto apresentado por João Alfredo faz parte do seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e teve como foco o balanceamento da linha final de carroceria de uma fábrica de veículos utilitários. Com orientação do professor Luiz Carlos de Abreu Rodrigues, do Departamento Acadêmico de Mecânica (Damec), o trabalho apresentou a  modelagem matemática de uma das linhas de produção, gerando a perspectiva de um ganho de produtividade superior a 15%; o que foi validado mediante um software de simulação Witness adotado pela Renault.

Pela conquista do primeiro lugar, João Alfredo foi premiado com a quantia de R$ 10 mil; e seu orientador, professor Luiz Carlos, com um tablet. Os resultados da premiação foram divulgados no último dia 6 de dezembro. Na categoria Engenharia, também concorriam ao prêmio final projetos da PUC-PR e PUC-Minas.

Além da apresentação de projetos nas áreas de Engenharia, Administração, Design e Comunicação, o Desafio Renault Experience 2013 contou com workshops ministrados por profissionais da marca. Ao todo, mais 3.600 alunos participaram das palestras que abordaram as estratégias e dificuldades das etapas de produção, venda e lançamento de um veículo.