Estudantes do Câmpus Pato Branco desenvolvem projeto para inclusão digital

Porque todo conhecimento deve ser compartilhado, não é mesmo? 😉

A galera do Câmpus Pato Branco, em parceria com a Prefeitura do Município, lançou no último dia 25 o programa Escola Pato Branco Digital. A iniciativa consiste na oferta de 1.500 vagas gratuitas, no período de dois anos, para capacitação e qualificação profissional de alunos de instituições públicas de ensino, de entidades assistenciais de Pato Branco que possam ter a inclusão digital como uma oportunidade de trabalho e cidadania, e de mulheres e idosos.

escola_pato_branco_digitalA ideia foi elaborada pelos professores Beatriz Terezinha Borsoi e Fábio Favarim, do Departamento Acadêmico de Informática, mas será tocada pelos alunos dos cursos de Engenharia de Computação e de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistema.

O projeto contempla cursos nas áreas de: sistemas operacionais, navegadores web e email, editores de texto e planilhas eletrônicas, Arduino, Lego Mindstorms, desenvolvimento de páginas web e introdução à programação.

Para o professor Fábio Favarim, “a execução do projeto é uma forma de o DAINF possibilitar o acesso da comunidade às instalações da UTFPR, contribuir para reduzir lacunas de acesso à informação e conhecimento do uso de meios que permitam esse acesso, despertar interesse por cursos de áreas técnicas; e colaborar para melhoria do seu entorno social”, destacou.

“A participação dos alunos nessas atividades é uma forma deles retribuírem à sociedade a contribuição que recebem da mesma para estudar em uma Universidade Pública”, completa a professora Beatriz.

Parabéns, galera, pela iniciativa! 😀

Ah, e se você mora em Pato Branco e ficou interessado no curso, fique ligado aqui no Blog do Aluno para saber o início das inscrições.

Onde está a química?

Uma universidade de portas abertas. O projeto de extensão Onde está a química? Uma investigação prática no cotidiano do aluno de ensino médio, desenvolvido no Câmpus Guarapuava, atraiu estudantes da rede pública de ensino da cidade para conhecerem mais de perto a UTFPR.

“O objetivo é dar a oportunidade a todos os alunos da escola, em um dos anos do ensino médio, a terem aulas experimentais em laboratório”, explica a professora Marilei de Fátima Oliveira, coordenadora da ação. Nesta edição do projeto já foram contemplados 45 alunos.

O curso também pretende auxiliar na formação dos alunos, desenvolvendo as suas competências e habilidades, para que eles possam avaliar a aplicabilidade de seus conhecimentos teóricos em situações práticas do cotidiano.

“O início do projeto foi muito satisfatório, pois se trata de adolescentes de um bairro carente da cidade, e o prédio da escola a qual frequentam é do município, e, portanto, dividem a mesma estrutura com o ensino fundamental. Desta forma, sem o auxílio de um projeto como esse, não teriam a oportunidade de acesso a aulas experimentais”, ressalta a professora Marilei.

O curso possui uma carga horária de 4 horas/mês e é desenvolvido com o auxílio dos monitores Estela Rosa Gomes Faroni e Danilo Rodrigues de Moura, do curso de Engenharia Mecânica.

Câmpus Ponta Grossa desenvolve Programa de Inclusão Digital

Tornar o acesso às tecnologias democrático é o foco do Programa de Inclusão Digital do Câmpus Ponta Grossa. Nele, crianças e adolescentes das comunidades carentes aprendem sobre tecnologias da informação e comunicação, para que assim desenvolvam habilidades e tenham melhor integração social e econômica e fortaleçam a cidadania. O Programa é composto por três projetos de extensão:

  • Projeto de Letramento Digital Infantil: destinado às crianças carentes entre 4 e 6 anos. Através de estratégias lúdicas, desenvolve as habilidades no uso do computador e acesso à internet. Neste ano, está atuando na Creche Matinho Lutero.
  • Projeto de Inclusão Informacional: para crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos de escolas estaduais, instituições filantrópicas e da comunidade em geral. Visa diminuir o analfabetismo digital através de aulas de informática básica e avançada, dessa forma os alunos desenvolvem suas habilidades em um formato de aprendizagem situação-problema.
  • Projeto Agentes Multiplicadores da Informação: dedicado a adolescentes entre 15 e 18 anos. Oferece o curso de Programação WEB, passando aos alunos um aprendizado mais técnico, facilitando a inserção no mercado de trabalho. Além disso, os instrutores e alunos dos cursos do Departamento de Informática do Câmpus Ponta Grossa podem repassar seus conhecimentos, atuando como multiplicador da informação.

As inscrições para os cursos geralmente ocorrem no início do mês de fevereiro e são selecionados os alunos com menor renda familiar. As aulas iniciam em março e duram até dezembro. São dois encontros semanais com duas horas de duração cada. Já o curso de Programação WEB possui três aulas semanais com duas horas cada e ocorrem somente no período noturno.

Sabia deste projeto? Conhece outros projetos interessantes? Deixe seu comentário.

Curso de Extensão – AutoCAD – Câmpus Curitiba

Estão abertas as inscrições para as três próximas turmas do Curso de AutoCAD do Câmpus Curitiba. Confira:

Turma 2 – 10/11/12 a 15/12/12
Sábados – 8h20min às 12h e das 13h às 16h10min

Turma 3- 19/11/12 a 30/11/12
Segunda à Sexta- 18h50min às 22h20min

Turma 4 – 03/12/12 a 14/12/12
Segunda à Sexta – 18h50min às 22h20min

 Local: Câmpus Curitiba
Av. Silva Jardim, 807 – Bloco V – Sala V-104

Carga horária: 40 horas-aula (cada hora-aula = 50 minutos)

Valor do curso: R$ 480,00 (inclui material didático e certificado)

Para saber mais, acesse a página da Divisão de Cursos e Qualificação Profissional (DICPRO).

Oficina de Iniciação Musical no Câmpus Curitiba

Se você se acha desafinado, sem talento para a música ou está iniciando e deseja aprimorar seus conhecimentos musicais, participe da Oficina de Iniciação Musical do Câmpus Curitiba.

O curso tem como objetivo a aproximação e o contato com a música e seus
elementos através de atividades práticas e lúdicas. Serão realizadas
atividades de experimentação sonora, percepção musical, canto e
percussão corporal, a partir de diversos conteúdos musicais.

Quem quiser participar precisa se apressar, pois as aulas iniciam nessa quarta-feira (17) e há apenas três vagas restantes. As aulas vão até 19 de dezembro, sempre às quartas, das 10h20 às 12h.

A Oficina de Iniciação Musical é uma atividade do Núcleo de Cultura e
Comunicação do Departamento de Extensão. Mais informações e inscrições pode ser obtidas através da Divisão de Cursos de Extensão do Câmpus Curitiba: http://www.extensao.ct.utfpr.edu.br/