Câmpus Pato Branco finaliza preparativos para o Projeto Rondon 2017

E quem disse que julho é mês de férias? Para uma galera do Câmpus Pato Branco, é hora de meter o pé na estrada e compartilhar o conhecimento aprendido aqui na Tecnológica.

Os alunos estão em fase final de preparação das atividades que irão desenvolver no Projeto Rondon, na Operação Serra do Cachimbo, mais especificamente na cidade de Itaúba, no Mato Grosso. Durante pouco mais de 15 dias, de 14 a 30 de julho, a equipe da Tecnológica irá ministrar uma série de oficinas, entre elas: ‘A Arte de Contar Histórias’, ‘Água e Qualidade de Vida’, ‘Sistemas Individuais de Tratamento de Esgotos’, ‘Empreendedorismo: Discutindo Possibilidades’, ‘Associativismo e Cooperativismo’, ‘Instalações Elétricas: Capacitação e Aprimoramento’ e ‘Bomba Carneiro’.

Rondonistas do Câmpus Pato Branco (Foto: Divulgação)

Rondonistas do Câmpus Pato Branco (Foto: Divulgação)

“É a oportunidade de colocar todo o conhecimento agregado no curso de Administração em prática e transferi-lo para alguém que não teve a mesma oportunidade de estudo, por exemplo. Nossa equipe aqui da UTFPR de Pato Branco acredita que o aprendizado será recíproco e a viagem ao autoconhecimento será inevitável”, comenta Patiuska Vagner Oro, aluna do curso de Administração.

Também fazem parte da equipe, coordenada pelos professores Giovana Faneco Pereira e Thiago de Oliveira Vargas, os alunos Amanda Santos de Lima (Química), André Luiz Simonetti (Agronomia), Anelise Dick (Engenharia Civil), Fernanda Sanches Busch (Letras), Franciele Paludo (Agronomia), Maria Helena Belusso (Engenharia Elétrica) e Willians Raphael Francelino (Engenharia Mecânica).

Projeto Rondon

Coordenado pelo Ministério da Defesa, o Projeto Rondon tem por finalidade levar as Instituições de Ensino Superior (IES) e seus estudantes a diferentes regiões do Brasil, dando-lhes a oportunidade de conhecerem diferentes realidades, socializarem seus saberes e, na interação com as comunidades, elaborarem propostas e criarem soluções participativas, de modo a atenuar as deficiências estruturais locais, contribuir para o bem-estar dessas populações e, simultaneamente, consolidar a formação dos universitários como cidadãos.

 

Equipe Pato a Jato na Shell Eco-marathon Américas 2017

A galera da Pato a Jato voando cada vez mais alto 😀

A equipe de eficiência energética Pato a Jato, do Câmpus Pato Branco, representou a UTFPR e o Paraná pela terceira vez na maior competição de eficiência energética do mundo. A competição Shell Eco-marathon Americas aconteceu na cidade do automóvel, Detroit (EUA), no período de 27 a 30 de Abril.

E a participação veio com excelentes resultados \o/

1° lugar entre as equipes brasileiras que competiram na categoria protótipos movidos por motores à combustão interna;
2° lugar entre os protótipos movidos a etanol;
19° lugar entre os 86 protótipos inscritos.

Equipe da Pato a Jato na Shell Eco-marathon Américas 2017 (Foto: Divulgação)

Equipe da Pato a Jato na Shell Eco-marathon Américas 2017 (Foto: Divulgação)

O fato é que a galera ralou muito para conquistar esses resultados. O primeiro desafio foi chegar aos EUA. Afinal, levar um carro como volume que se adeque nos limites de uma bagagem despachada na companhia aérea não é nada fácil.

Vencido o primeiro, outros desafios estavam por vir…

“Competir em condições climáticas adversas, considerando chuva e frio, ao mesmo tempo em que se tentava manter o motor na temperatura adequada e se gerenciava o consumo da bateria durante a fila de espera para entrada na pista; além de passar por uma inspeção técnica severa, tendo que carregar ou comprar ferramentas e peças em um país estrangeiro para se adequar às exigências dos inspetores”, completa o professor Bruno Bellini Medeiros, um dos orientadores da equipe.

Na avaliação do aluno Matheus Alberto Bordignon, capitão da equipe, a participação da Pato Jato nesta edição da Shell Eco-marathon Americas evidenciou o amadurecimento dos acadêmicos em relação a 2015, ano de estreia na competição.

“Os membros souberam lidar e contornar situações árduas, algo que só com a dedicação e experiência poderia ser possível de se alcançar. Outro ponto a destacar foi a interação com equipes de diferentes países, quando todos estavam dispostos a ajudar outros times a solucionar problemas, emprestando materiais, discutindo sobre como melhorar os projetos e até mesmo a maneira como cada um trabalha e recebe seus apoios de patrocinadores. É muito gratificante poder representar a instituição UTFPR e o estado do Paraná”, destaca.

Confira mais algumas fotos da Pato a Jato na competição:

pato-a-jato2

Protótipo de Pato Jato nas pitas de Detroit (Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

pato-a-jato5pato-a-jato7

pato-a-jato4

Calouros de Engenharia Civil (Câmpus Pato Branco) realizam trote solidário em lar de idosos

Os calouros do curso de Engenharia Civil (Câmpus Pato Branco) realizaram neste mês de março mais uma edição do trote solidário no Lar dos Idosos São Vicente de Paulo, na própria cidade de Pato Branco.

DSCN2431

As atividades foram realizadas no último dia 10 e contemplaram reparo e pitura de paredes da Instituição e confraternização entre jovens e idosos, com muita música e dança. Segundo o professor Gustavo Lacerda, que também acompanhou a galera, os alunos participaram de todas as atividades com muita alegria e disposição. “Há que se destacar o fortalecimento que o Centro Acadêmico tem tido a cada ano, e quando os alunos se sentem envolvidos com algum projeto, a participação é mais intensa”, comenta.

A ideia é realizar as atividades para os calouros de Civil de cada semestre letivo. Ainda segundo Lacerda, está sendo levantada a possibilidade de abrir atividade para novas instituições beneficentes que necessitem de pequenas intervenções de melhoria dos seus espaços físicos.

O legal é que a atividade movimenta não só alunos e professores da UTF, mas também a comunidade externa. Nesta edição, os materiais utilizados no trote solidário foram arrecadados junto a instituições e empresas de Pato Branco.

Confira um pouco do que rolou por lá:

Hora de dar uma caprichada no visual do Lar de Idosos 😉

DSCN2440

DSCN2433

DSCN2418


DSCN2457

Ouvir histórias é sempre uma boa forma de aprendizado 😉

DSCN2445

Solta o som aí, DJ!

DSCN2476

E, no fim, tudo termina com um bom lanche 😀

DSCN2461

 

 

 

 

 

Pato Baja chega com tudo na edição 2017 da Baja SAE Brasil

Em sua primeira participação na etapa nacional da Baja SAE, realizada entre os dias 9 e 12 de março em São José dos Campos (SP), a galera da Pato Baja representou bonito a UTF e conquistou dois primeiros lugares na competição: um na categoria Melhor Tração e outro como Melhor Equipe Novata. A Pato Baja é formada por 35 alunos das Engenharias Mecânica, Elétrica e Civil do Câmpus Pato Branco.

Protótipo Taurus, construído pelos alunos da UTFPR para a SAE Baja (Foto: Divulgação)

Protótipo Taurus, construído pelos alunos da UTFPR para a SAE Baja (Foto: Divulgação)

Na avaliação do professor Diego Rossetto, coordenador do projeto, os ganhos obtidos pelos alunos vão muito além da competição. ” O projeto contribui para formação técnica, onde desenvolve habilidades de trabalho em equipe, na qual metas previamente estabelecidas precisam ser alcançadas com prazos e recursos limitados, ou seja, situações que os alunos enfrentarão no cotidiano da sua atividade profissional”, destaca. Dentre as 88 equipe inscritas, a Pato Baja ficou na 18ª posição na classificação geral e com o 15º lugar do enduro.

E quem disse que a galera quer parar por aí? Ainda para este ano, a ideia é participar de mais dois eventos: o Interbaja, que será realizado na cidade de Londrina (PR) no mês de agosto, e a etapa regional Sul do Baja SAE, programada para novembro em Passo Fundo (RS).

Mais um pouco do protótipo Taurus (Foto: Divulgação)

Mais um pouco do protótipo Taurus (Foto: Divulgação)

“Os desafios são imensos, temos muito a evoluir. A nossa principal meta, a partir deste momento, é melhorar nosso desempenho nas provas de projeto. Se tivermos êxito neste quesito de avaliação, alçaremos vôos ainda mais altos nas próximas competições”, comenta Rossetto.

Seleção de novos integrantes

E se você estuda Engenharia no Câmpus Pato Branco e também quer entrar para esse time, a oportunidade é agora. A Pato Baja recebe até esta sexta-feira (17) a candidatura de novos integrantes – confira aqui o edital. Para concorrer, o aluno precisa preencher a ficha on-line de inscrição e encaminhar para o e-mail patobajautfpr@gmail.com uma declaração de disciplinas matriculadas (horários e coeficiente), declaração de matrícula e currículo.

Baja SAE

O programa Baja SAE Brasil é um desafio lançado aos estudantes de Engenharia que oferece a chance de aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, visando incrementar sua preparação para o mercado de trabalho. Ao participar do programa Baja SAE, o aluno se envolve com um caso real de desenvolvimento de um veículo off road, desde sua concepção, projeto detalhado, construção e testes. As equipes vencedoras são convidadas a participar da competição internacional, nos Estados Unidos!

 

 

2ª AstroPB oferece oficinas e palestras de astronomia

Você gosta ou tem curiosidade em assuntos relacionados a corpos celestes, e fenômenos que ocorrem fora da Terra? Então, com certeza, você vai se interessar pelo 2º AstroPB, que está rolando no Câmpus Pato Branco. O evento é promovido pela UTFPR e faz parte da programação do Tecsul 2016, que segue até o dia 30 de outubro na cidade.

Através do Departamento de Física e do Grupo de Estudos, pesquisa, extensão e inovação em Astronomia (GEAstro), o AstroPB oferece diversas atividades gratuitas voltadas a profissionais, estudantes e toda a comunidade.

A proposta da segunda edição é trazer palestras e oficinas sobre os diversas áreas da astronomia, como, por exemplo, explicar as manchas solares e também apresentar os foguetes didáticos. O evento também abriu um espaço voltado para alunos das redes municipais e de ensino médio, o Astro Kids.

Tecsul 2016

O TecSul é uma promoção da Prefeitura de Pato Branco, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, juntamente com a UTFPR. São dez dias de atividades com foco em tecnologia e inovação com o objetivo de aproximar a comunidade das pesquisas desenvolvidas na cidade.