Acadêmicos da UTFPR conquistam o recorde brasileiro de minifoguetes

Aqui é recorde brasileiro!

O grupo de Foguetes do Câmpus Francisco Beltrão conquistou o recorde brasileiro de precisão de apogeu na categoria 500 metros. Foram exatamente 506 metros de altitude alcançados pelo minifoguete projetado e produzido pela galera. O recorde já foi reconhecido pela Associação Brasileira de Minifoguetes.

Batizado de Durango 2, o minifoguete foi lançado no dia 18 de abril, em um dos testes preparatórios do grupo Tsiolkovski, para o 4º Festival Brasileiro de Minifoguetes e alcançou a altitude pretendida com um erro de apenas 1,2%. A estrutura principal do foguete é um cano PVC, com as aletas e a ogiva feitas de fibra de vidro. A parte interna foi adaptada para segurar o motor, sendo este feito de inox.

Equipe GFT, nova detentora do recorde brasileiro de minifoguetes (Foto: Divulgação)

Equipe GFT, nova detentora do recorde brasileiro de minifoguetes (Foto: Divulgação)

O grupo Tsiolkovski, é formado por estudantes e professores do curso de Engenharia Química de Francisco Beltrão e de Engenharia Mecânica de Pato Branco, e entre eles, Andreia Dagostini, que conta que é necessário jogo de cintura para fazer tudo funcionar corretamente. “Muita teoria é estudada e um planejamento é feito. Entretanto, quando colocado em prática, várias coisas não funcionam como na teoria, tudo isso exige que pensemos como engenheiros para resolver os problemas com rapidez e eficiência. Um problema encontrado no desenvolvimento do protótipo foi pensar na estabilidade do foguete para que saísse da rampa de lançamento com a velocidade adequada e que o vento não conseguisse mudar sua trajetória”, comenta a aluna.

Dagostini conta ainda que o foco do grupo não era atingir o recorde, e sim realizar os testes para o evento. “Seria nosso único teste para essa categoria do festival. Sabemos que os simuladores não são tão precisos, então ficamos impressionados com a altitude atingida e só depois pensamos no recorde. Enviamos nossos dados e o recorde foi reconhecido. Certamente foi muito gratificante para todos os membros da equipe”, conclui a estudante.

Para conferir os vídeos e updates da equipe, basta seguir a fanpage GFT 😉

Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica 2016

sicite_2016

O Câmpus Francisco Beltrão sedia, nos dias 09, 10 e 11 de novembro, a 21ª edição do Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR (Sicite). O evento é destinado a apresentação das atividades de iniciação científica e tecnológica nos 13 câmpus da Instituição. A submissão dos trabalhos pode ser feito até o dia 24 de outubro.

Tá, e quem pode participar?

Serão aceitos trabalhos de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação dos alunos participantes dos programas institucionais PIBIC, PIBIC-AF, PIBITI, PIBIC-Jr, PIBIC-EM e PVICT, em todas áreas do conhecimento. Atenção: não é possível a submissão apenas do resumo; a organização exige também o relatório de pesquisa.

O evento reúne uma galera muito boa, cheia de ideias e que vive produzindo conhecimento. Cada aluno pode apresentar um trabalho como primeiro autor. No entanto, não há restrição no número de resumos para coautores. Ah, e cada resumo deve ter, no mínimo, dois autores: o estudante bolsista mais o professor orientador.

Quem tiver mais dúvidas, basta consultar o FAQ elaborado pela organização do Sicite. Também vale dar um clique aí no site do evento, onde é possível encontrar a programação do Seminário e dicas de hospedagem em Francisco Beltrão.

Inscrições para o Seminário de Extensão e Inovação

O Câmpus de Francisco Beltrão sedia, nos dias 24 e 25 de novembro, o 6º Seminário de Extensão e Inovação da UTFPR. O evento é destinado a apresentação das atividades de extensão e inovação desenvolvidas pelos alunos e servidores. O prazo para submissão de trabalhos vai até o próximo dia 21.

Aqueles que tiverem atividades correlatas à área de extensão e inovação podem apresentá-los em uma das duas categorias: Resumos ou Artigos Completos. Os trabalhos devem, obrigatoriamente, ter um orientador responsável como coautor e serão avaliados por uma equipe de pesquisadores-parceristas do evento. O aceite oficial será comunicado ao  respectivo orientador, seguindo o cronograma abaixo:
cronograma_sei_2016

As inscrições para a categoria ‘ouvinte’ também estão abertas e podem ser feitas diretamente no site do SEI até  24 de outubro. Ah, e pra quem é de fora da cidade, a página do Seminário traz uma relação de hotéis em Francisco Beltrão.