Calouros de Engenharia Civil (Câmpus Pato Branco) realizam trote solidário em lar de idosos

Os calouros do curso de Engenharia Civil (Câmpus Pato Branco) realizaram neste mês de março mais uma edição do trote solidário no Lar dos Idosos São Vicente de Paulo, na própria cidade de Pato Branco.

DSCN2431

As atividades foram realizadas no último dia 10 e contemplaram reparo e pitura de paredes da Instituição e confraternização entre jovens e idosos, com muita música e dança. Segundo o professor Gustavo Lacerda, que também acompanhou a galera, os alunos participaram de todas as atividades com muita alegria e disposição. “Há que se destacar o fortalecimento que o Centro Acadêmico tem tido a cada ano, e quando os alunos se sentem envolvidos com algum projeto, a participação é mais intensa”, comenta.

A ideia é realizar as atividades para os calouros de Civil de cada semestre letivo. Ainda segundo Lacerda, está sendo levantada a possibilidade de abrir atividade para novas instituições beneficentes que necessitem de pequenas intervenções de melhoria dos seus espaços físicos.

O legal é que a atividade movimenta não só alunos e professores da UTF, mas também a comunidade externa. Nesta edição, os materiais utilizados no trote solidário foram arrecadados junto a instituições e empresas de Pato Branco.

Confira um pouco do que rolou por lá:

Hora de dar uma caprichada no visual do Lar de Idosos 😉

DSCN2440

DSCN2433

DSCN2418


DSCN2457

Ouvir histórias é sempre uma boa forma de aprendizado 😉

DSCN2445

Solta o som aí, DJ!

DSCN2476

E, no fim, tudo termina com um bom lanche 😀

DSCN2461

 

 

 

 

 

Calouros de Francisco Beltrão e Pato Branco promovem trote solidário

Calouros de Francisco Beltrão e Pato Branco promovem trote solidário

E calouro da UTF é assim, já entra com o pé direito! Nos Câmpus Francisco Beltrão e Pato Branco, as atividades de integração à Universidade passaram longe dos trotes violentos e os calouros foram recepcionados com ações de cunho social.

post_blog_do_aluno_francisco_beltrao

Galera que realizou a atividade em Francisco Beltrão

Em Francisco Beltrão, a 2ª Gincana dos Calouros realizou uma prova para arrecadar donativos destinados a entidades e, em Pato Branco, o Trote Solidário “Pintando Perspectivas” propôs aos alunos a revitalização de uma ala feminina do Lar dos Idosos São Vicente de Paulo.

O resultado em Francisco Beltrão foi 2.500 peças de roupas, aproximadamente uma tonelada de alimentos, mais de 250 pares de calçados, além de brinquedos e colchões. O material foi entregue à Casa de Abrigo Anjo Gabriel, Apae, ONG Arca de Noé e ao CRAS do bairro Cidade Norte. No Câmpus Pato Branco, além das pinturas, os estudantes também puderam confraternizar realizando seções de música com os idosos internos. Os dois eventos foram realizados no início de abril.

calourada_solidaria2

Calourada solidária em Pato Branco

A caloura Natalia Anderloni, do curso de Engenharia Ambiental de Francisco Beltrão conta que apesar da brincadeira da Gincana, o intuito era mesmo ajudar as famílias que precisavam. E rolou até elogio da assistente social do CRAS, Vanice Martins Fedrigo: “a consciência social destes alunos ainda no começo da universidade é de fato impressionante, eles não se conheciam e mesmo assim se uniram para ajudar ao próximo”.

E o professor Gustavo Dias, de Pato Branco, comenta que “esta foi a primeira experiência do curso de Engenharia Civil na execução do Trote Solidário, sendo um trabalho de valorização e formação da cidadania, envolvendo alunos e professores numa atividade de convivência com os idosos do asilo”. A proposta é planejar atividades do projeto “Pintando Perspectivas” a cada semestre, com os alunos ingressantes do curso.

Um amor, né? :)

“Queremos que eles [calouros] sintam-se acolhidos aqui, já que irão passar os próximos anos neste ambiente acadêmico”, destaca Juliana Oliveira, presidente do Centro Acadêmico de Engenharia Química de Francisco Beltrão.  A semana de atividades teve momentos de integração à universidade, ao curso, à sociedade, ações sociais, trilhas e provas que exigiam trabalho coletivo.

Ah, é muito orgulho desses calouros!

 

 

Calourada Solidária arrecada leite e ração para ONGs em Campo Mourão

A já tradicional Calourada Solidária de Campo Mourão, evento de integração entre calouros e veteranos do Câmpus, a cada ano consegue números surpreendentes em doações. :)

Neste ano, durante a edição que reuniu cerca de 700 alunos, os participantes arrecadaram aproximadamente 800 litros de leite, doados para as instituições Lar Mirian e Lar da Dona Jacira, e 700 quilos de ração animal, encaminhados à Associação de Protetores de Animais Independentes (PAIS).

A arrecadação foi apenas uma das muitas atividades que rolaram. Os alunos passaram uma tarde bem animada participando de provas (queima com bexiga d’agua e minhoca de papel filme!) e apresentações musicais. Tudo pensado para melhor acolher os novos estudantes dos cursos de Engenharia Civil, Eletrônica, de Alimentos e Ambiental, Tecnologia em Alimentos, Bacharelado em Ciência da Computação e Licenciatura em Química. O evento foi organizado pelo DCE e pelos centros acadêmicos dos cursos.

Confere aí o que rolou:

 

 

 

**** A Comissão organizadora do evento propôs atividades divertida, sustentáveis e sem riscos de acidentes, situações vexatórias ou violentas. A UTFPR incentiva a participação dos acadêmicos em atividades que, além de integrar calouros e veteranos, sejam uma forma de contribuir com questões sociais e mostrar a importância das ações solidárias.

Calourada Solidária em Campo Mourão

Solidariedade e muita diversão! Foi assim que os veteranos recepcionaram os calouros dos sete cursos de graduação do Câmpus Campo Mourão. O evento, realizado no último dia 18, reuniu os alunos em um momento de integração em torno de uma gincana superdescontraída.

Mesmo antes do evento principal, os alunos já se movimentavam para a atividade de arrecadação de alimentos e ração animal. O resultado? Ao todo, foram mais de 300 kg de alimentos destinados à Casa de Passagem São José, um albergue da cidade que atende em média1200 pessoas por ano, e 1 tonelada de ração doada aos Protetores de Animais Independentes (PAIS), entidade que cuida de mais de 600 cachorros abandonados.

Mas como ♪ ♫  a gente não quer só comida, a gente quer bebida, diversão e arte ♪ ♫, a programação do evento também contou com a apresentação da peça teatral “Politikós” (foto abaixo), uma comédia baseada no atual cenário político-sócio-cultural do país.

E no dia da gincana a animação ficou por conta da banda Nos Pudendo.

“Conversando com as turmas de quando não tínhamos esse evento para as que já participaram dele, conseguimos notar uma grande diferença na mente e também em como a calourada os ajudou na socialização com os alunos tanto veteranos como outros calouros. É uma ótima oportunidade para aumentar a socialização no campus, ajudar na ambientação dos calouros e também se divertir sem humilhar ou machucar o próximo”, destaca a aluna Manuella Siqueira, uma das organizadoras do evento.

Todas as atividades realizadas somaram pontuação para a gincana final, que teve como equipe vencedora a galera de Engenharia Civil. Como premiação, a galera ganhou um churras na faixa!

Mas cá pra nós, com tantas coisas legais o que menos importou foi a equipe vencedora. Não é mesmo? 😉

O evento já é uma tradição no Câmpus. Quer ver? Pois confere aí algumas fotos desta e de outras edições da Calourada. 😀