Resultado do Sisu 2017.2

Saiu, galera!

O Ministério da Educação publicou nesta segunda-feira (5) a relação de convocados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para os cursos de graduação do segundo semestre letivo. Para conferir os nomes, é só acessar a página do Sistema

Algumas obervações importantes:

  • Na UTFPR, o requerimento de matrícula deve ser protocolado diretamente no câmpus onde o curso é ofertado;
  • Os documentos exigidos para matrícula estão listados no Anexo IV do edital Sisu-UTFPR;
  • A documentação pode ser entregue por outra pessoa, sem a necessidade de procuração.

Ah, e as vagas eventualmente não ocupadas nesta chamada serão preenchidas mediante utilização da Lista de Espera disponibilizada pelo Sisu/MEC. As inscrições para a Lista já estão abertas e seguem até 19 de junho, também na página do Sisu.

Câmpus Dois Vizinhos conquista 1º e 2º lugares em hackathon de tecnologia assistiva

Dale, UTF! O Câmpus Dois Vizinhos conquistou os 1º e 2º lugares no Hackathon de Tecnologia Assistiva durante a 9ª Semana Empresarial Tecnológica de 2017, realizada entre os dias 19 e 20 de maio.

Integrantes da equipe vencedora durante a entrega da premiação (Foto: Divulgação)

Integrantes da equipe vencedora durante a entrega da premiação (Foto: Divulgação)

O Hackathon é um evento onde os participantes trabalham intensivamente durante várias horas seguidas em um determinado projeto de programação. Nesta edição, o evento teve como objetivo as tecnologias assistivas que buscam melhoria na qualidade de vida das pessoas com algum tipo de deficiência.

O primeiro lugar ficou com a equipe Pratix, composta pelos alunos de Engenharia de Software Bruno Russi Lautenschlager, Guilherme Guimarães da Cunha, Gabriel Paula de Souza, Reinaldo Fernandes e Fernando Lucas Gontijo.

A Pratix teve duas ideias desenvolvidas no evento. A primeira, foi criar uma plataforma web de exercícios que ajudassem pessoas com problemas cognitivos, ajudando na assimilação de significados e cores. Já a segunda, foi proposto o desenvolvimento de um protótipo de hardware que se baseia em um mouse estilo Atari para pessoas com dificuldades motoras.

Além da equipe vencedora ganhar consultoria de especialistas para a continuidade do projeto, ainda tiveram a oportunidade de compartilhar experiências na maratona. “Esses ambientes dão uma grande oportunidade para conhecer novas pessoas. O tema proposto pelos organizadores do hackathon foi super bem escolhido, pois abriu a nossa mente para dar mais atenção para esta grande parte da população mundial que possui algum tipo de limitação”, comenta Reinaldo Fernandes.

O segundo lugar da maratona também ficou com outra equipe de alunos de Engenharia de Software da UTF com o projeto “Tamaghost”, inspirado no brinquedo Tamagotchi.

A UTFPR é apoiadora da Semana Empresarial e Tecnológica de Dois Vizinhos, que une a 9ª Semana Empresarial da cidade e a 3ª Conferência Tecnológica do Sudoeste do Paraná (HUB).

UTFalcon Aerodesign vence o 7º Desafio ESSS de Modelagem Computacional

Importante conquista da galera do Câmpus Ponta Grossa!

No último dia 23, a equipe UTFalcon Aerodesign se consagrou como a grande campeã do 7º Desafio ESSS de Modelagem Computacional, realizado em São Paulo (SP).

Equipe UTFalcon recebe a premiação do 7º Desafio ESSS de Modelagem Computacional (Foto: Divulgação)

Equipe UTFalcon recebe a premiação do 7º Desafio ESSS de Modelagem Computacional (Foto: Divulgação)

O desafio contou com a participação de equipes de toda a América Latina e foi realizada em duas etapas:
  • 50% da avaliação por meio de votação direta no YouTube por números de “likes”. O vídeo da UTFalcon conquistou mais de 6 mil curtidas \o/
  • 50% da avaliação foi realizada por especialistas na área de modelagem computacional.

Como premiação, a UTFalcon conquistou licenças de software, que poderão ser utilizadas em outros projetos do próprio Câmpus, e um valor em dinheiro para aplicação no desenvolvimento e aperfeiçoamento do protótipo de AeroDesign. Agora, a equipe poderá construir o novo protótipo para a Competição SAE Brasil de AeroDesign, que acontecerá em São José dos Campos (SP), no próximo mês de outubro.

Inscrições abertas para o Sisu 2017.2

O Ministério da Educação recebe até a próxima quinta-feira, 1° de junho, inscrições para a edição 2017.2 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Nesta seleção, a UTFPR oferece 4.306 vagas em cursos de graduação distribuídos nos seus 13 câmpus.

Podem concorrer os candidatos que tenham participado da edição 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtido nota na prova de redação que não seja zero – confira os pesos a serem aplicados nas notas do Enem para os cursos da UTFPR.

sisu_2017_2_geral_facebook

Inscrição – O processo de inscrição é bem simples e deve ser feito exclusivamente na página do Sisu na internet, sem nenhuma cobrança de taxa. Basta acessar a página com o número de inscrição e senha do Enem de 2016, para depois definir os cursos por ordem de preferência. Ah, a Seleção adota a Lei de Cotas (Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012), que reserva 50% das vagas para alunos oriundos de escolas públicas.

O candidato pode se inscrever em até duas opções de vaga e deve especificá-las, em ordem de preferência, em instituição de ensino superior participante, local de oferta, curso e turno. O sistema indicará as notas de corte para cada curso, o que possibilita a mudança das opções de acordo com a nota. Aqui, é possível conferir o histórico das maiores e menores notas dos selecionados para os cursos da UTFPR.

Resultado e Matrícula – O resultado do Sisu será publicado no próximo dia 5. Os candidatos convocados devem fazer as matrículas nos dias 9, 12 e 13 de junho, diretamente no câmpus onde o curso é ofertado. A relação de documentos exigidos está disponível no Anexo IV do edital Sisu-UTFPR.

Lista de Espera – Os não selecionados terão a opção de manifestar interesse em participar da Lista de Espera, no período de 5 a 19 do mesmo mês, também na página do Sisu.

Página do Sisu
Edital Sisu-UTFPR 2017.2

 

Aplicação de método de análise auxilia no diagnóstico de pacientes do SUS

Usar o que aprendemos na Universidade para contribuir com a sociedade é o que buscamos enquanto universitários.

Pensando nisso, o estudante de Engenharia da Computação Victor Camargo (foto abaixo), desenvolveu um método que analisa os dados de internações hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS) para ajudar em diagnósticos médicos. O objetivo é criar um banco de dados que correlacione sintomas e agilize o processo de atendimento dos pacientes.

15002270_1094369104015919_8484114149927213185_oDe acordo com Victor, com a mineração desses dados, é possível identificar semelhanças entre as doenças e, assim, sugerir possibilidades de diagnósticos sobre novos casos, colaborando com a eficiência do trabalho de médicos do sistema público. O trabalho é desenvolvido sob orientação do professor Pedro Henrique Bugatti

Essa aplicação possibilita também o cruzamento de outras informações, além dos sintomas apresentados pelo paciente, como lugar de residência, por exemplo, que pode indicar fatores externos relevantes no caso. “Está sendo possível identificar informações de fora que se relacionam com os diagnósticos, por exemplo, quais regiões de determinados estados mais possuem problemas sanitários, e em quais regiões certas doenças são mais predominantes”, completa Victor.

Segundo testes realizados, os resultados obtidos chegaram em torno de 70% de eficiência e acerto no diagnóstico. Por se tratar de uma pesquisa com colaboração significativa na área da saúde, há a intenção por parte dos pesquisadores de comercializar o projeto.

A pesquisa foi apresentada no Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica (Sicite) 2016 e escolhida como um dos melhores trabalho da categoria painéis da área de Ciências Exatas e da Terra.