Calouros de Francisco Beltrão e Pato Branco promovem trote solidário

Calouros de Francisco Beltrão e Pato Branco promovem trote solidário

E calouro da UTF é assim, já entra com o pé direito! Nos Câmpus Francisco Beltrão e Pato Branco, as atividades de integração à Universidade passaram longe dos trotes violentos e os calouros foram recepcionados com ações de cunho social.

post_blog_do_aluno_francisco_beltrao

Galera que realizou a atividade em Francisco Beltrão

Em Francisco Beltrão, a 2ª Gincana dos Calouros realizou uma prova para arrecadar donativos destinados a entidades e, em Pato Branco, o Trote Solidário “Pintando Perspectivas” propôs aos alunos a revitalização de uma ala feminina do Lar dos Idosos São Vicente de Paulo.

O resultado em Francisco Beltrão foi 2.500 peças de roupas, aproximadamente uma tonelada de alimentos, mais de 250 pares de calçados, além de brinquedos e colchões. O material foi entregue à Casa de Abrigo Anjo Gabriel, Apae, ONG Arca de Noé e ao CRAS do bairro Cidade Norte. No Câmpus Pato Branco, além das pinturas, os estudantes também puderam confraternizar realizando seções de música com os idosos internos. Os dois eventos foram realizados no início de abril.

calourada_solidaria2

Calourada solidária em Pato Branco

A caloura Natalia Anderloni, do curso de Engenharia Ambiental de Francisco Beltrão conta que apesar da brincadeira da Gincana, o intuito era mesmo ajudar as famílias que precisavam. E rolou até elogio da assistente social do CRAS, Vanice Martins Fedrigo: “a consciência social destes alunos ainda no começo da universidade é de fato impressionante, eles não se conheciam e mesmo assim se uniram para ajudar ao próximo”.

E o professor Gustavo Dias, de Pato Branco, comenta que “esta foi a primeira experiência do curso de Engenharia Civil na execução do Trote Solidário, sendo um trabalho de valorização e formação da cidadania, envolvendo alunos e professores numa atividade de convivência com os idosos do asilo”. A proposta é planejar atividades do projeto “Pintando Perspectivas” a cada semestre, com os alunos ingressantes do curso.

Um amor, né? :)

“Queremos que eles [calouros] sintam-se acolhidos aqui, já que irão passar os próximos anos neste ambiente acadêmico”, destaca Juliana Oliveira, presidente do Centro Acadêmico de Engenharia Química de Francisco Beltrão.  A semana de atividades teve momentos de integração à universidade, ao curso, à sociedade, ações sociais, trilhas e provas que exigiam trabalho coletivo.

Ah, é muito orgulho desses calouros!

 

 

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *