Prorrogada a concessão de bolsas do auxílio estudantil

Após reunião realizada na tarde desta terça-feira, dia 5, com o Diretório Central dos Estudantes (DCE), a Assessoria para Assuntos Estudantis (Assae) e a Pró-Reitoria de Administração e Planejamento (Prolad) da UTFPR prorrogaram a validade de três bolsas de auxílio estudantil: básico, alimentação e moradia.

Com o novo calendário, os alunos contemplados no edital 2015.2 não serão prejudicados e receberão o auxílio até que se defina o resultado final dos contemplados no edital 2016.1.

Também durante a reunião, o DCE apresentou uma pauta com outras 12 reivindicações para melhoria dos programas da assistência estudantil da Universidade. Os pontos do documento serão analisados em outro encontro, marcado para o próximo dia 13.

Nota

Nesta segunda, dia 4, a Assae já havia divulgado uma nota de esclarecimento quanto aos questionamentos feitos sobre as bolsas. No documento, o órgão explica que “em nenhum momento, houve a suspensão do Programa aos estudantes da Universidade”. Ocorre, no entanto, que o pagamento de algumas bolsas do último edital sofreram atrasos por conta do “descompasso de repasses financeiros por parte do Governo Federal”.

O cronograma de seleção também é outro ponto de dúvida dos alunos esclarecido pela Assessoria. Segundo o órgão, “o número de inscritos vem crescendo gradativamente, o que exige um esforço redobrado dos servidores para que todas as inscrições sejam minuciosamente analisadas e pontuadas conforme os critérios estabelecidos no edital. Na última seleção, mais de 4.800 estudantes solicitaram algum tipo de auxílio”.

A Assae conclui o documento informando o compromisso da UTFPR em “aperfeiçoar as rotinas de trabalho para que todo o processo seletivo seja realizado da maneira mais rápida possível, garantindo, sobretudo, uma análise justa de todas as inscrições”.

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Email

One thought on “Prorrogada a concessão de bolsas do auxílio estudantil

  1. Já estava na hora de chamar um designer e um programador para intervir nessa questão da pontuação do auxilio. O que poderia muito bem ser resolvida com um algoritmo de computador e poupar servidores desse tipo de trabalho desgastante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *