Aluna da UTF conquista Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia

Início de ano e período letivo é sempre uma boa época para se planejar profissionalmente. E nada como conquistas inspiradoras para estimular ainda mais nossas metas, não é mesmo?

Uma dessas histórias é da Marta Chaves Vasconcelos, aluna de Administração da UTF e uma das vencedoras do Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia.

Marta recebeu o prêmio na categoria ‘Estudante de Graduação’. Na avaliação, foram analisados a participação em projetos de pesquisa,  eventos da área, a organização de eventos e, é claro, a produção científica dos candidatos.

“Fiquei muito contente de ter ganhado o prêmio, além de ser uma conquista pessoal, também é para a universidade”, comemora a graduanda. E é óbvio que o Blog do Aluno quis saber o ‘segredo’ para tamanho reconhecimento? Entre inúmeros projetos de pesquisa e de extensão, artigos apresentados em seminários e congressos, e organização de eventos, Marta destaca ainda a necessidade de ser uma boa aluna em seu curso, um verdadeiro desafio.

Perguntada sobre a escolha de se tornar pesquisadora, a estudante comenta que tudo começou em casa com o exemplo e incentivo dos pais, do irmão e, posteriormente, do namorado – com quem chegou a dividir projetos de pesquisa. A UTF também fez sua parte, já que, como lembra Marta, foi onde aprendeu a fazer pesquisa. “A universidade sempre ofertou muitos projetos na minha área de pesquisa e eu aproveitei todas as oportunidades que estavam ao meu alcance, atuei como bolsista e voluntária, e o principal é que adquiri conhecimento em todos eles”.

Atualmente Marta está envolvida no projeto de pesquisa “Prospecção de Tecnologias para a Cadeia Produtiva de Aves de Corte”, realizado em parceria com a Embrapa. Os estudos analisam toda a cadeia produtiva de aves de corte, desde a genética, alimentação, sanidade animal até as formas de abate e comercialização. “O Brasil está em primeiro lugar como exportador da carne de frango e em terceiro como maior produtor. Então, essa pesquisa contribui para a academia e para o setor avícola”, explica.

Após concluir a graduação, Marta pretende seguir a carreira acadêmica, fazendo seu mestrado em administração.

Parabéns pelo prêmio e pela dedicação, Marta! 😀

Alô, futuros calouros!

Nada como iniciar o ano já realizando alguns dos seus sonhos, não é mesmo?

Nesta segunda-feira, dia 19, começam as inscrições para a edição 2015.1 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Ao todo, são 4.281 vagas ofertadas somente na UTFPR. É a sua chance de estudar em uma das melhores universidades brasileiras.

Para lhe dar uma forcinha, o Blog do Aluno preparou algumas dicas para você não ficar perdido nesta fase…

Então vamos lá!

Primeiramente: é de inteira responsabilidade do estudante o acompanhamento dos prazos e dos procedimentos estabelecidos nos editais.

Conhecendo a UTFPR…

– Além de ser a primeira e única tecnológica deste ‘Brazel’, a UTF também é a instituição de ensino superior com maior quantidade de câmpus. É “dona” de nada menos que 13 câmpus espalhados pelo Paraná: Apucarana, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Curitiba, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Guarapuava, Londrina, Medianeira, Pato Branco, Ponta Grossa, Toledo e Santa Helena.

– Muito do reconhecimento da universidade vem do histórico de qualidade dos cursos de engenharia. Mas é claro que há cursos (também de excelente qualidade) para todos os gostos: Letras, Contábeis, Zootecnia, Comunicação, Moda, Educação Física, Administração, Biologia etc.

– Recebeu conceito 4 (muito bom), em uma escala de 1 a 5, no último Índice geral de cursos (IGC) realizado pelo Ministério da Educação.

– Adota o Sisu como única forma de acesso aos cursos de graduação. Ou seja, é mais oportunidade para todos!

– Internacionalização é uma palavra forte em todos os câmpus. A UTF já é a quarta instituição no Brasil, a segunda na região Sul e a primeira no Paraná que mais envia bolsistas na área de “engenharias e demais áreas tecnológicas” pelo programa Ciência sem Fronteiras.

Política Afirmativa

– 50% das vagas de todos os cursos são destinadas ao Programa de Cotas, voltado para estudantes que concluíram o ensino médio em escolas públicas. Desse total, há reserva para candidatos com renda inferior ou igual a 1,5 salário mínimo per capita, com subgrupos dos que se autodeclaram negros, pardos ou indígenas; ou não. Também há vagas para estes subgrupos independente de renda familiar.

– As vagas são preenchidas por ordem decrescente de escore de candidatos cotistas e não cotistas.

Inscrições

– Devem ser realizadas entre os dias 19 e 22 de janeiro, diretamente no site do MEC.

– Você pode se inscrever em duas opções de cursos. Durante as inscrições, a nota de corte de cada opção estará disponível para consulta. As opções podem ser alteradas até o encerramento das inscrições, mas para o resultado final será considerada apenas a ultima alteração.

Resultado

– Estará disponível no site do MEC e no site das instituições participantes já no próximo dia 26 de janeiro.

– Para candidatos com mesma nota, o critério de desempate será na seguinte ordem: nota obtida na ‘Redação’, em ‘Linguagens, Códigos e Tecnologias’, ‘Matemática e suas Tecnologias’, ‘Natureza e suas Tecnologias’ e ‘Ciências Humanas e suas Tecnologias’.

Matrícula

Se o seu nome aparecer na lista do dia 26… Parabéns! Você está na iminência de virar um universitário e, de brinde, inicar a vida burocrática visitando o Departamento de Registros Acadêmicos (Derac) do respectivo câmpus para realizar a matrícula, programada para os dias 30 de janeiro, 02 e 03 de fevereiro. Nesses dias, você (ou outra pessoa, sem necessidade de procuração) deverá comparecer ao Departamento com a documentação em mãos para virar um universitário oficial :)

** Se você ou algum representante não puder efetuar a matrícula presencialmente, há a opção de enviar a documentação via Correios. Para essa opção, consulte as datas e os procedimentos descritos no item 8.2 do Edital.

Entre a documentação comum a todos os inscritos, estão:

  • Fotocópia autenticada do certificado de conclusão do ensino médio ou equivalente e do histórico escolar;
  • Fotocópia autenticada da Carteira de Identidade (RG) ou outro documento oficial de identificação, da certidão de nascimento ou de casamento, do título de eleitor;
  • Declaração assinada pelo candidato de que não ocupa vaga em Instituição Pública de Ensino (Anexo VI do Edital 001/2015);
  • Comprovação da inscrição no CPF, ou fotocópia de documento que contenha a inscrição no CPF;
  • Fotocópia autenticada de documento que comprove estar em dia com o Serviço Militar (somente para os piás*)

Se você for cotista ou estrangeiro, dê uma olhada na documentação extra no edital. No mais, garanta toda a documentação com antecedência

E pronto! A 2ª “etapa” da matrícula consiste apenas em confirmar sua permanência na UTF em um dos primeiros dias de aula (procedimento também feito no Derac).

Não foi dessa vez? :(

Não desista! Como tudo na vida (ou quase tudo) tem uma segunda chance, você pode confirmar seu interesse na Lista de Espera (também no site do Sisu) na sua 1ª opção de curso 😀 Mas atenção: permaneça atento às próximas datas para não perder as chamadas e sua chance passar despercebida!

Assimilou tudinho, jovem estudante?! Aqui na UTF é assim… Cabe todo mundo! Na medida do possível, é claro… 😉

Agora, caro calouro, acredite: é só relaxar! Logo as aulas começam, aí o bicho vai pegar! Até o primeiro semestre letivo de 2015! 😀

*Piá - Se você for de fora do Paraná e está a fim de estudar na UTF, já é bom ir se acostumando. Aqui, pessoa do sexo masculino é tratado por 'PIÁ'. O Blog pesquisou, mas não encontrou uma explicação para o nome. ;)