Projeto analisa chuvas de granizo no Sudoeste paranaense

Pesquisa em prol da comunidade. Um grupo de 15 alunos dos cursos de Engenharia Ambiental (Câmpus Londrina e Francisco Beltrão) está mapeando as áreas do Sudoeste paranaense em que mais ocorrem chuvas de granizo. O experimento faz parte do projeto “Detecção, Monitoramento e Análise do Desenvolvimento de Tempestades Severas Associadas à Ocorrência de Granizo no Sul do Brasil”.

E aqui estão alguns dos alunos que desenvolvem a pesquisa

E aqui estão alguns dos alunos que desenvolvem a pesquisa

Segundo o professor Jorge Alberto Martins, um dos coordenadores da pesquisa, nesta primeira campanha estão sendo instalados cerca de 200 detectores. Nos próximos três anos, serão realizadas outras campanhas com o intuito de alcançar a instalação de outras 1 mil unidades dos aparelhos. A princípio, serão contemplados os municípios de Bom Jesus do Sul (PR), Barracão (PR) e Dionísio Cerqueira (SC). Para o ano de 2015, estão previstas as instalações nos municípios da província de Misiones, na Argentina.

Uma das 200 placas que já estão em funcionamento. A coleta dos materiais é feita também com a ajuda de agricultores da região :D

Uma das 200 placas que já estão em funcionamento. A coleta dos materiais é feita também com a ajuda de agricultores

A pesquisa irá coletar informações sobre frequência das tempestades, a estação do ano e os horários que mais ocorrem e as características de intensidade dos fenômenos. Como esses dados reunidos será possível, por exemplo, prever o momento da chuva de granizo e ajudar órgãos de defesa civil no alerta das populações que possam ser afetadas pelas tempestades.

A pesquisa também conta o apoio de secretarias municipais de agricultura, associação de agricultores e do Consórcio Intermunicipal da Fronteira (CIF).

Laboratório de Eventos Atmosféricos Extremos (Câmpus Londrina). Aqui as atividades são planejadas...

Laboratório de Eventos Atmosféricos Extremos (Câmpus Londrina). Aqui as atividades são planejadas…

…. E já um pouco mais longe da Universidade, na zona Rural dos municípios, a galera põe as ‘mãos na massa’, ou melhor, ‘os pés na terra’, para fazer a instalação das placas. 😀

Gostou? Pois olha que legal! A partir deste mês agosto, as informações coletadas já começarão a ser disponibilizadas no site do projeto.

 

 

Aberto o período de avaliação dos docentes. Participe!

Já estão em andamento as avaliações dos docentes pelos alunos da UTF, referentes ao primeiro semestre de 2014.  As avaliações estão abertas em 11 dos 13 câmpus e é uma maneira de mensurar a atuação do professor em sala de aula, através do feedback do aluno.

Prazos de avaliações de cada câmpus

O formulário avalia o professor em cinco categorias: conteúdo, didática, planejamento, avaliação e relacionamento. Ao final da avaliação de cada docente, o aluno pode deixar ainda um comentário ou sugestão. O anonimato é garantido, exceto para os comentários ofensivos (é claro!) 😉

Os resultados possibilitam que o professor reveja, adapte e aplique ações para a melhoria do processo de ensino-aprendizagem. Mas para isso, é importante  não levar em conta a afinidade com o professor, até mesmo para que não haja uma avaliação imprecisa.

Após o encerramento do período avaliativo, uma comissão irá analisar os resultados e, em conjunto com os coordenadores dos cursos, proporão atividades que visem aprimorar a prática docente.

O formulário de avaliação está disponível no Portal do Aluno do respectivo câmpus. Para ter acesso, é necessário fazer a autenticação com o “nome do usuário” e “senha”.

É bem simples! Confira o passo a passo:

Site da UTFPR > Alunos > Portal do Aluno (referente ao seu câmpus) > Inserir nome de usuário e senha > Avaliação do Professor

Para mais informações, acesse a aba Avaliação do Docente pelo Discente no site da universidade.

Estudantes da UTF participam de campeonato internacional de robótica

Alunos da UTF durante a competição de robôtica

Alunos da UTF durante a competição de robôtica

Um grupo de seis estudantes da UTF (Câmpus Curitiba) participou da 10ª edição do campeonato internacional de robótica Winter Challenge, realizada entre os dias 17 e 20 de julho na cidade de São Caetano do Sul (SP). A galera, que se juntou para formar a equipe Crossbots, competiu  em quatro diferentes modalidades: robô de combate de 5,44 kg; robô de sumô autônomo de 3 kg; robô de sumô rádio controlado de 3 kg e robô autônomo seguidor de linha.

O capitão da equipe, Marcos Dinís Lavarda, avalia a participação da Crossbots como muito positiva, principalmente na comparação com os resultados obtidos no ano passado. “No robô seguidor de linha, tivemos uma melhora de 80% na eficiência do trajeto se comparado ao ano anterior, completando a volta de 19 metros em menos de 30 segundos, o que é muito satisfatório”, comenta o mestrado em Engenharia Biomédica.

Para o estudante, a principal vantagem do projeto é desenvolver projetos multidisciplinares e garantir experiência pessoal e profissional aos participantes. “O projeto de robótica é uma ferramenta essencial na aplicação dos conhecimentos teóricos e na motivação durante o curso. Essa é uma oportunidade de desenvolver, na prática, projetos multidisciplinares em grupo”, destaca.

Além de Lavarda, participam da equipe Crossbots os estudantes Thais Greca, Tauan Marinho, Fernanda Assolari, Samuel Zaduski e Alexandre Calado.  Os trabalhos foram desenvolvidos com a supervisão do professor Rubens Alexandre de Faria, do Departamento Acadêmico de Eletrônica (Daeln).

Confira a classificação da equipe em cada categoria:

Hobbyweight – 12lb (5,44kg)

10° lugar – Robô Tron

Sumô – 3kg (Auto)

7° lugar – Robô Cubóide

Sumô – 3kg (R/C)

15° lugar – Robô Cubóide

Seguidor de Linha – Pro

15° lugar – Robô Vulture

Inscrições para o Inglês sem Fronteiras começam no próximo dia 31

Chegou a hora! No próximo dia 31, serão abertas as inscrições para o curso presencial do Inglês sem Fronteiras! Nessa leva, a UTFPR oferecerá um total de 280 vagas, distribuídas entre os Câmpus Curitiba, Cornélio Procópio e Pato Branco.

A carga horária do curso será de quatro aulas de 60 minutos, distribuídas em pelo menos dois encontros semanais. Os cursos terão duração mínima de 30 e máxima de 120 dias.

O aluno que pretende se candidatar deve acessar o site do programa e estar atento aos requisitos de inscrição. Vale lembrar a necessidade de estar matriculado e ativo no curso My English (MEO) com uma antecedência de até 48 horas da inscrição.

Clique aqui para conferir o edital.

Terão prioridade na classificação os candidatos que:

– Sejam alunos de graduação de cursos das áreas do programa Ciência sem Fronteiras
– Tenham concluído até 80% da carga horária total do curso
– Apresentem maior índice de rendimento acadêmico
– Sejam bolsistas ou ex-bolsistas do programa Jovens Talentos para a Ciência

O Inglês sem Fronteiras é um programa criado pelo MEC para melhorar a proficiência dos estudantes universitários, possibilitando o preenchimento das vagas oferecidas pelo Ciências sem Fronteiras. Quem sabe não é seu primeiro passo para uma bolsa internacional? :)

Programa de apoio à execução de TCCs recebe inscrições até o dia 28 de julho

Definitivamente, fazer um TCC é quase um parto. A ansiedade pela colação de grau se mistura com a pressão para entregar um trabalho de pesquisa bem feito. Não é mesmo?

A UTF sabe disso e vem ajudando seus futuros egressos nessa etapa tão decisiva!

Até o dia 28 de julho, estão abertas as inscrições para concessão de bolsas de apoio aos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), ofertadas pelo Programa de Bolsas de Fomento às Ações de Graduação da UTFPR. Ao todo, são 200 bolsas!

Poderão submeter propostas os alunos dos cursos de graduação que estejam matriculados na disciplina TCC 1 no primeiro semestre de 2014, com proposta aprovada pela coordenação do curso.

Os projetos selecionados receberão uma bolsa mensal de R$ 400 no período de seis meses, contados a partir do mês subsequente à data de publicação do resultado do processo seletivo.

Cada proposta submetida deve:
– possuir um professor orientador, que será responsável por acompanhar o desenvolvimento do trabalho;
– ter aprovação prévia da coordenação de curso;
– estar formatada de acordo com as Normas para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos da UTFPR;
– atender ao Regulamento do TCC dos cursos de graduação.

As propostas devem ser protocoladas por meio de uma cópia impressa, e uma cópia em meio eletrônico, na Diretoria de Graduação e Educação Profissional do Câmpus. A relação dos projetos selecionados será divulgada até o dia 11 de agosto no site da Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional.

Para mais informações, consulte o edital do Programa.