Empreendedorismo na UTF: Estalo Design

A partir de hoje, toda sexta-feira teremos um post da nossa nova série: “Empreendedorismo na UTF”. Falaremos um pouco sobre cada empresa júnior, incubadora de inovação tecnológica e hotel tecnológico gerenciados pelo Programa de Empreendedorismo e Inovação (PROEM), que possibilita a alunos, egressos, servidores e parceiros o acesso a temas e projetos ligados ao empreendedorismo.

Logo da Estalo Design

Logo da Estalo Design

A primeira empresa júnior em destaque é a Estalo Design, fundada em junho de 2010 e composta por alunos de Bacharelado em Design e Tecnologia em Design Gráfico do Câmpus Curitiba. Neste semestre, a equipe da empresa é formada por 19 alunos.

A Estalo oferece serviços de projetos gráficos e de produtos para pequenas e médias empresas, desenvolvidos pelos próprios alunos e sob orientação de dois docentes; “mas podendo contar com a ajuda de toda a equipe de professores do Departamento de Desenho Industrial (DADIN), que estão sempre dispostos a contribuir para a qualidade técnica dos trabalhos”, conta a estudante Aline Kubrak, diretora de Projetos da Estalo.

O processo seletivo para ingresso de novos integrantes é realizado anualmente junto à eleição para escolha dos titulares das diretorias, que são divididas em: Executiva, Jurídico-Financeira, Marketing, Projetos, Qualidade e Desenvolvimento Humano. Ainda segundo a diretora de Projetos, a procura pelas vagas é grande e a empresa chega a receber inscrições até de alunos de outras universidades.

A empresa é 100% gerenciada por alunos, o que implica diretamente no crescimento profissional e no fortalecimento do espírito empreendedor dos integrantes. É o que destaca Aline: “Nossa missão é proporcionar o crescimento de todos os membros assim como de todos os envolvidos na empresa”.

Membros da Estalo Design em ação

Membros da Estalo Design em ação

E aí, gostou da ideia de participar de uma empresa júnior e se interessou pela Estalo Design? Fique de olho na fan page e no Instagram (estalodesign) da empresa para acompanhar as novidades e as datas dos próximos processos seletivos.

Grupo de teatro da UTFPR encena peça em inglês

O Câmpus Curitiba recebeu na última semana a peça “Spring Awakening”, que tem o roteiro todo em inglês! O espetáculo, apresentado pelo Drama Club, aconteceu no auditório do Câmpus e teve uma grande recepção por parte dos espectadores. O objetivo agora é levar a apresentação aos outros câmpus da UTFPR.

Atrizes em cena no auditório do Câmpus Curitiba (Foto: Divulgação)

Atrizes em cena no auditório do Câmpus Curitiba (Foto: Divulgação)

A apresentação foi baseada em um musical americano, que leva o mesmo nome da peça, e também na obra “Frühlings Erwachen”, escrita originalmente em alemão pelo dramaturgo Frank Wedekind, no ano de 1891. “O autor relaciona, em seu texto, o momento do despertar da primavera com o desabrochar da sexualidade na fase da adolescência, a partir da crítica à cultura de opressão sexual ocorrida na Alemanha do século XIX”, conta o diretor do espetáculo Jeferson Barboza Torres, do Departamento Acadêmico de Línguas Estrangeiras Modernas (Dalem).

Torres comenta também que o processo de ensaio e produção da peça durou mais de 7 meses e contou com a atuação de alunos da UTFPR e participantes da comunidade externa, totalizando 11 pessoas.  O diretor ressalta que pretende fazer novas apresentações: “Com o crescimento do grupo e talvez com o envolvimento de professores de outras línguas, montaremos futuramente espetáculos integralmente em Espanhol, Francês, Alemão”.

Pra quem não conferiu, vai aí um vídeo com trechos da apresentação:

Drama Club

O Drama Club surgiu em 2012 a partir da iniciativa da professora de inglês Cynthia Martinez, que veio para o Brasil pelo Programa Fulbright. A princípio, a ideia do projeto de extensão foi montar uma pequena peça em Língua Inglesa, mas em meio a diferentes ideias aconteceu a montagem do musical “Sweeney Todd”, o primeiro espetáculo encenado pelo grupo.

Gostou da iniciativa? Compartilhe! :)

Como organizar a formatura da turma

Uma das melhores coisas em se formar é poder comemorar, mas sabemos que na maioria das vezes organizar uma formatura gera muita dor de cabeça. Mesmo optando por contratar uma empresa especializada, é necessário muito cuidado, pois a comissão de formatura estará lidando com dinheiro e expectativas dos colegas. Para ajudar os nossos alunos a terem uma comemoração inesquecível, o Blog do Aluno reuniu algumas dicas fundamentais para o sucesso do evento.

Comissão

A comissão é muito importante na organização do evento, pois seus integrantes representam as vontades e exercerão as atividades em nome de toda a turma de formandos. O grupo agirá como uma empresa, assinando contratos e pagando contas. Por isso, é necessário criar uma pessoa jurídica através de um contador para evitar problemas futuros.  Para que haja organização e o trabalho seja executado da melhor forma, é imprescindível dividir as tarefas:

Uma vez definidos os integrantes da comissão, deve-se estabelecer as regras gerais da comissão, sendo todas redigidas em um documento chamado Estatuto.

Arrecadação e controle de capital

A arrecadação é realizada de duas formas: cobrança das mensalidades e realização de eventos e rifas. A cobrança de parcelas é praticamente obrigatória, uma vez que apenas os pré-eventos (bingos, rifas, festas etc.), geralmente, não conseguem cobrir todos os custos da formatura.

Os tesoureiros são os responsáveis por todo capital arrecadado e têm a responsabilidade de publicar mensalmente um documento (fluxo de caixa) contendo os gastos e os ganhos da formatura.

Também é tarefa dos tesoureiros controlar as dívidas e pagamentos de cada formando, aplicando multa e juros quando necessário. Talvez seja a atividade mais desagradável de se fazer, mas é extremamente importante para que os outros formandos não saiam no prejuízo.

Mantendo a ordem

Para manter a ordem e evitar confusões, é sempre bom que as decisões administrativas da comissão de formatura sejam aprovadas por assembleias e colocadas em ata assinada pelo presidente da comissão. É muito importante também que as regras definidas pelo estatuto sejam seguidas de forma rígida!

Para facilitar a organização da formatura da sua turma, existem sites que ajudam a comissão a montar seu estatuto, controlar as finanças, achar fornecedores e até compartilhar informações com os demais formandos. O Formandos.com e o FormaturasWeb são dois deles. Confere lá!

Canal de Ciências de aluno da UTF bate 970 mil acessos

Quem é que nos tempos de escola nunca fez a “experiência do ovo maluco” ou
a “experiência do fogo que não queima”? Se a sua resposta foi “eu!”, saiba que você não está sozinho. A falta de aulas experimentais ainda é uma situação comum. Esse cenário chamou a atenção do então graduando em Ciências Biológicas, Sam Adam Hoffmann Conceição. “Quando conversava com os alunos, muitos diziam que nunca tinham feito um experimento na escola”, conta. Com o intuito de ajudar, Sam decidiu criar vídeos que mostrassem experiências de baixo custo, facilmente replicáveis. Nascia o canal de youtube Ciência Curiosa.

A princípio, o objetivo era ajudar os professores, principalmente da rede pública de ensino que, às vezes por falta de material de laboratório, deixam de fazer atividades experimentais em classe. Em seus primeiros vídeos, ainda em 2010, boa parte dos materiais usados eram sucata.

Em 2011, Sam iniciou seu mestrado em Formação Científica, Educacional e Tecnológica pela UTFPR. Com o contato com os professores e a estrutura da universidade, percebeu que poderia dar ao Ciência Curiosa um novo foco: atuar na divulgação cientifica. Assim, o projeto, que também se tornou o objeto do seu mestrado, passou por transformações.

Atualmente, o Ciência Curiosa, além dos tradicionais experimentos, traz vídeos e podcasts com profissionais conversando e compartilhando seus conhecimentos sobre as diversas áreas da ciência. Também podem ser vistos tutoriais, desafios, análises de filmes e livros, e experiências mais complexas, que Sam realiza com a ajuda de professores e amigos no laboratório de Física Moderna da UTFPR. “Essa mudança do Ciência Curiosa só aconteceu por eu estar em contato com o pessoal da UTFPR, especialmente os professores Arandi e Nestor. Acho que foi uma troca muito bacana, eu com a vontade de produzir conteúdos relevantes, e eles abrindo portas e estabelecendo contatos”, conclui.

Se você se interessou, quer participar e saber um pouco mais sobre o mundo da ciência ou se só ficou curioso para saber quais são as experiências que citamos, não deixe de acessar o Ciência Curiosa. :)

Alunos da UTFPR ganham destaque em jogos universitários

Os alunos da UTFPR garantiram boas colocações nas Engenharíadas e nos Jogos Universitários de Comunicação Social (JUCS), no início de maio. A Atlética de Comunicação e Design, do Câmpus Curitiba, conquistou o ouro no vôlei masculino e o terceiro lugar na classificação geral dos JUCS, que este ano aconteceu em Jaraguá do Sul – SC.

E, em Guarapuava, mais três atléticas se destacaram. A de Engenharia e Arquitetura e Urbanismo, também do Câmpus Curitiba, garantiu o segundo lugar da classificação geral e a medalha de ouro no tênis de campo. Já a de Engenharia do Câmpus Toledo ficou em segundo lugar nas modalidades vôlei feminino e no geral de judô. Enquanto isso, a de Engenharia de Campo Mourão ficou com o sétimo  lugar geral da competição. No feminino, esta equipe ganhou o primeiro lugar geral no judô e no futsal. No masculino, Campo Mourão foi o primeiro no judô, segundo no vôlei de areia, terceiro no basquete e ainda levou medalhas de prata e bronze em natação.

 

O ponto mais comentado pelos alunos sobre os dois eventos foi a união entre os participantes, mesmo competindo entre si. Assim como relata a aluna de Engenharia Mecânica, Emilly de Andrade Bomfim, que participou das Engenharíadas pela primeira vez: “O esporte une as pessoas. E essa foi definitivamente uma nova visão da UTFPR, como uma universidade integrada, com alunos unidos e que têm orgulho de estudar aqui”. Para a estudante Laís Sebben, de Comunicação Institucional, que participou dos JUCS, apesar do clima amistoso, os atletas não deixaram a seriedade de lado em campo: “os alunos têm bastante profissionalismo e responsabilidade”, conta a estudante.

Todo ano os jogos universitários atraem milhares de estudantes de instituições do Paraná e também de outros estados, com o incentivo das Associações Atléticas de diferentes cursos.

Gostou das atividades promovidas pelas Atléticas? Você também pode participar tanto como atleta quanto como torcedor. Basta entrar em contato com os diretores de cada uma e se informar!

Atlética de Engenharia – A. A. A. E. – Câmpus Campo Mourão
Atlética de Comunicação e Design – A.A.A.S.M.A – Câmpus Curitiba
Atlética de Engenharia e Arquitetura e Urbanismo – A.A.A.E.A. – Câmpus Curitiba
Atlética de Engenharia – A.A.A.E. – Câmpus Toledo

Participe!