Estudantes de Comunicação Organizacional fundam empresa júnior

Ser aluno da Tecnológica é sinônimo de inovar e empreender!

A partir de agora o curso de Comunicação Organizacional (Câmpus Curitiba) dispõe de um espaço para mostrar suas potencialidades ao mercado. Trata-se da “Cacto Júnior – Soluções em Comunicação”, empresa júnior fundada pelos próprios alunos do curso.

O objetivo é propiciar oportunidades de crescimento profissional e pessoal, possibilitando a aplicação do conhecimento adquirido durante a graduação e preparando os estudantes para os desafios do mercado de trabalho.

Reunião de fundação da empresa júnior de Comunicação Organizacional (Foto: Divulgação)

Reunião de fundação da empresa júnior de Comunicação Organizacional (Foto: Divulgação)

A empresa pretende prestar consultoria de projetos e serviços para organizações institucionais e empresariais, principalmente micro e pequenas empresas (MPEs). “Vamos definir estratégias de relacionamento com os vários públicos de interesse, sobretudo clientes em potencial, comunidade universitária, sociedade e MEJ [Movimento de Empresas Juniores]”, comenta Cristiano Sousa, estudante do quinto período e presidente eleito da empresa.

O nome fantasia foi escolhido pelos próprios integrantes da Empresa Junior (EJ). “O cacto é uma planta extremamente adaptável e capaz de crescer nos lugares mais improváveis. Com ampla variação de formato e tamanho, dura muito e necessita de poucos recursos para se sustentar”, explica Tábata Oliveira, estudante do primeiro período de Comunicação Organizacional, nomeada assessora do Departamento de Projetos da EJ.

A reunião de fundação da empresa foi realizada no último dia 25.

 

Consulta Pública: novo regulamento do Programa de Auxílio Estudantil

Que tal construirmos juntos o novo regulamento do Auxílio Estudantil da Tecnológica?

Está disponível para consulta, até 29 de setembro, a minuta do edital do novo regulamento do Programa de Auxílio Estudantil da UTFPR. O documento foi elaborado por uma comissão multicâmpus constituída por servidores dos núcleos de Assistência Estudantil (Nuapes) e representantes estudantis.

00539_auxestudantil2_01_5049425915297595667

Nesta fase de consulta, os estudantes poderão encaminhar suas sugestões para o e-mail assuntosestudantis@utfpr.edu.br. Outra possibilidade de participação será por meio das oitivas que serão realizadas por videoconferência ou no Congresso dos Estudantes da UTFPR, programado para os dias 16 e 17 de setembro.

As videoconferências serão realizadas após as reuniões com as lideranças estudantis e segmentadas por regiões. Confira o calendário:

Câmpus Guarapuava e Ponta Grossa – 18/09;
Câmpus Dois Vizinhos, Francisco Beltrão e Pato Branco – 19/09;
Câmpus Apucarana, Campo Mourão, Cornélio Procópio e Londrina – 20/09;
Câmpus Medianeira, Toledo e Santa Helena – 21/09;
Câmpus Curitiba – 25/09.

Confira aqui a minuta do regulamento.

Todas as contribuições serão bem-vindas 😉

 

Acadêmicos desenvolvem plataforma on-line de atividades pedagógicas

Os alunos de curso de Tecnologia em Sistemas para Internet do Câmpus Guarapuava desenvolveram uma ferramenta que promete facilitar o trabalho dos professores. Chamado de ‘Brincando na Web’, a plataforma é utilizada para elaboração de atividades pedagógicas para as turmas dos primeiros anos do Ensino Fundamental I. A ferramenta permite aos professores compor um conteúdo e criar questões alternativas associadas ao tema.

projeto_guarapuavaO projeto foi criado pelos alunos Erika Leão, Felipe Weiber e Lucas Sartori para uma disciplina com foco em aspectos relacionados à Interação Humano-Computador e à Avaliação de Interface. No desenvolvimento, foram utilizadas as seguintes tecnologias: linguagem de programação PHP, framework Laravel, Sistema Gerenciador de Banco de Dados MySQL, framework CSS Bootstrap, biblioteca de animação Animate, wysiwyg editor NicEdit e a ferramenta para analise de interação do usuário Hotjar.

E tem mais, o projeto está sendo implantado na Rede Municipal de Ensino de Guarapuava por meio do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo). O objetivo é promover o uso pedagógico da informática na educação básica, assim como incentivar o uso da tecnologia como ferramenta de enriquecimento pedagógico.

Sensacional, heim?

Acadêmicos da UTFPR conquistam o recorde brasileiro de minifoguetes

Aqui é recorde brasileiro!

O grupo de Foguetes do Câmpus Francisco Beltrão conquistou o recorde brasileiro de precisão de apogeu na categoria 500 metros. Foram exatamente 506 metros de altitude alcançados pelo minifoguete projetado e produzido pela galera. O recorde já foi reconhecido pela Associação Brasileira de Minifoguetes.

Batizado de Durango 2, o minifoguete foi lançado no dia 18 de abril, em um dos testes preparatórios do grupo Tsiolkovski, para o 4º Festival Brasileiro de Minifoguetes e alcançou a altitude pretendida com um erro de apenas 1,2%. A estrutura principal do foguete é um cano PVC, com as aletas e a ogiva feitas de fibra de vidro. A parte interna foi adaptada para segurar o motor, sendo este feito de inox.

Equipe GFT, nova detentora do recorde brasileiro de minifoguetes (Foto: Divulgação)

Equipe GFT, nova detentora do recorde brasileiro de minifoguetes (Foto: Divulgação)

O grupo Tsiolkovski, é formado por estudantes e professores do curso de Engenharia Química de Francisco Beltrão e de Engenharia Mecânica de Pato Branco, e entre eles, Andreia Dagostini, que conta que é necessário jogo de cintura para fazer tudo funcionar corretamente. “Muita teoria é estudada e um planejamento é feito. Entretanto, quando colocado em prática, várias coisas não funcionam como na teoria, tudo isso exige que pensemos como engenheiros para resolver os problemas com rapidez e eficiência. Um problema encontrado no desenvolvimento do protótipo foi pensar na estabilidade do foguete para que saísse da rampa de lançamento com a velocidade adequada e que o vento não conseguisse mudar sua trajetória”, comenta a aluna.

Dagostini conta ainda que o foco do grupo não era atingir o recorde, e sim realizar os testes para o evento. “Seria nosso único teste para essa categoria do festival. Sabemos que os simuladores não são tão precisos, então ficamos impressionados com a altitude atingida e só depois pensamos no recorde. Enviamos nossos dados e o recorde foi reconhecido. Certamente foi muito gratificante para todos os membros da equipe”, conclui a estudante.

Para conferir os vídeos e updates da equipe, basta seguir a fanpage GFT 😉

Câmpus Pato Branco finaliza preparativos para o Projeto Rondon 2017

E quem disse que julho é mês de férias? Para uma galera do Câmpus Pato Branco, é hora de meter o pé na estrada e compartilhar o conhecimento aprendido aqui na Tecnológica.

Os alunos estão em fase final de preparação das atividades que irão desenvolver no Projeto Rondon, na Operação Serra do Cachimbo, mais especificamente na cidade de Itaúba, no Mato Grosso. Durante pouco mais de 15 dias, de 14 a 30 de julho, a equipe da Tecnológica irá ministrar uma série de oficinas, entre elas: ‘A Arte de Contar Histórias’, ‘Água e Qualidade de Vida’, ‘Sistemas Individuais de Tratamento de Esgotos’, ‘Empreendedorismo: Discutindo Possibilidades’, ‘Associativismo e Cooperativismo’, ‘Instalações Elétricas: Capacitação e Aprimoramento’ e ‘Bomba Carneiro’.

Rondonistas do Câmpus Pato Branco (Foto: Divulgação)

Rondonistas do Câmpus Pato Branco (Foto: Divulgação)

“É a oportunidade de colocar todo o conhecimento agregado no curso de Administração em prática e transferi-lo para alguém que não teve a mesma oportunidade de estudo, por exemplo. Nossa equipe aqui da UTFPR de Pato Branco acredita que o aprendizado será recíproco e a viagem ao autoconhecimento será inevitável”, comenta Patiuska Vagner Oro, aluna do curso de Administração.

Também fazem parte da equipe, coordenada pelos professores Giovana Faneco Pereira e Thiago de Oliveira Vargas, os alunos Amanda Santos de Lima (Química), André Luiz Simonetti (Agronomia), Anelise Dick (Engenharia Civil), Fernanda Sanches Busch (Letras), Franciele Paludo (Agronomia), Maria Helena Belusso (Engenharia Elétrica) e Willians Raphael Francelino (Engenharia Mecânica).

Projeto Rondon

Coordenado pelo Ministério da Defesa, o Projeto Rondon tem por finalidade levar as Instituições de Ensino Superior (IES) e seus estudantes a diferentes regiões do Brasil, dando-lhes a oportunidade de conhecerem diferentes realidades, socializarem seus saberes e, na interação com as comunidades, elaborarem propostas e criarem soluções participativas, de modo a atenuar as deficiências estruturais locais, contribuir para o bem-estar dessas populações e, simultaneamente, consolidar a formação dos universitários como cidadãos.