Acadêmicos desenvolvem plataforma on-line de atividades pedagógicas

Os alunos de curso de Tecnologia em Sistemas para Internet do Câmpus Guarapuava desenvolveram uma ferramenta que promete facilitar o trabalho dos professores. Chamado de ‘Brincando na Web’, a plataforma é utilizada para elaboração de atividades pedagógicas para as turmas dos primeiros anos do Ensino Fundamental I. A ferramenta permite aos professores compor um conteúdo e criar questões alternativas associadas ao tema.

projeto_guarapuavaO projeto foi criado pelos alunos Erika Leão, Felipe Weiber e Lucas Sartori para uma disciplina com foco em aspectos relacionados à Interação Humano-Computador e à Avaliação de Interface. No desenvolvimento, foram utilizadas as seguintes tecnologias: linguagem de programação PHP, framework Laravel, Sistema Gerenciador de Banco de Dados MySQL, framework CSS Bootstrap, biblioteca de animação Animate, wysiwyg editor NicEdit e a ferramenta para analise de interação do usuário Hotjar.

E tem mais, o projeto está sendo implantado na Rede Municipal de Ensino de Guarapuava por meio do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo). O objetivo é promover o uso pedagógico da informática na educação básica, assim como incentivar o uso da tecnologia como ferramenta de enriquecimento pedagógico.

Sensacional, heim?

Sisu 2017.2: Complemento da Lista de Espera

Mais uma oportunidade para quem tá muito a fim de uma vaga na Tecnológica 😉

A partir desta quarta-feira (12) o Departamento de Processos Seletivos recebe inscrições para o Complemento da Lista de Espera do Sisu 2017.2. O objetivo é cadastrar e classificar candidatos para subsidiar e complementar a relação de convocados para as Chamadas Nominais programadas para os Câmpus Apucarana, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Guarapuava, Londrina, Medianeira, Pato Branco, Ponta Grossa, Santa Helena e Toledo.

As inscrições serão aceitas exclusivamente pela página ‘Futuros Alunos da UTFPR‘, até 4 de agosto, e o candidato deve optar por apenas um curso e um câmpus dentre os disponíveis. Também no ato da inscrição, é necessário que o candidato escolha em qual das prioridades pretende concorrer às vagas: notas do Enem 2016; notas do Enem 2012, 2013, 2014 ou 2015; e rendimento escolar informado no Histórico do Ensino Médio.

A relação dos convocados para a Chamada Nominal será divulgada na página Futuros Alunos e as reuniões da Chamada Nominal obedecerão o cronograma estabelecido no edital Sisu-UTFPR.

 

 

 

Avaliação do Docente pelo Discente

É hora de dar aquele feedback aos professores desse semestre e assim melhorar a qualidade do ensino na Tecnológica! O período do processo de avaliação do docente pelo discente já está aberto e segue até a terceira semana de junho, dependendo do câmpus.

Para efetuar a avaliação, é preciso acessar o portal do aluno do seu Câmpus e clicar no ícone ‘Avaliação do Professor’. Uma página explicando como funciona a avaliação aparecerá e, em seguida, uma uma nova tela apresentará as matérias cursadas pelo estudante no semestre. Ao escolher a disciplina para avaliação, é possível atribuir estrelas, em escala crescente de 1 a 5, indicando a qualidade do professor em cada quesito.

E você sabe por que é tão importante realizar a avaliação? É por meio dela que os professores irão saber onde e como podem melhorar seus métodos de aula, já que são analisados a didática, o planejamento, as avaliações e o relacionamento com o professor, além de espaço específico para deixar comentários anonimamente ao docente.

Empresa incubada realiza entrega de prótese de braço feita em impressora 3D

Linda iniciativa da galera do Câmpus Guarapuava!

A Anatolab, empresa incubada do Hotel Tecnológico do Câmpus Guarapuava, produziu e entregou uma prótese de braço feita em impressora 3D para uma adolescente com deficiência da cidade de Vitória, no Espírito Santo.

A prótese foi produzida em uma impressora 3D a partir do modelo RIT ARM, que apresenta todos os parâmetros necessários para a construção da prótese. Além disso, o modelo é um projeto open source, ou seja, está disponível gratuitamente na internet.

André Luis de Abreu e Fernanda Virtuozo, membros da equipe que desenvolveu o projeto (Foto: Divulgação)

André Luis de Abreu e Fernanda Virtuozo, integrantes da equipe que desenvolveu o projeto (Foto: Divulgação)

“Na construção da prótese, são passados fios internamente, presos no encaixe do braço próximo ao bíceps, e vão até a ponta de todos os dedos, responsáveis por fazer o movimento. Os dedos são articulados para que possam se movimentar quando o usuário dobrar o cotovelo, que é quando os fios se tensionam e fecham os dedos. O movimento realizado pela prótese é o de ‘pegada’, considerado o movimento mais importante da mão humana”, explica André Abreu, aluno de Engenharia Mecânica e um dos responsáveis pelo projeto.

protese-3d-2

Prótese em fase de teste (Foto: Divulgação)

Mas até a entrega da prótese, o caminho foi longo…

“Tínhamos começado a trabalhar com a impressora havia pouco tempo e tivemos alguns problemas com os parâmetros de impressão como, por exemplo, a adesão da peça na base da impressora, o preenchimento interno das peças etc. Perdemos muito tempo e material no início, sem contar que a primeira prótese ficou muito frágil e tivemos que descartá-la. Na hora da montagem, também tivemos dificuldades com a passagem dos fios internamente, além que alguns estavam arrebentando quando tensionados. A solução foi usar linha de pesca, que funcionou perfeitamente”, acrescenta Abreu.

protese-3d-4

Impressora 3D utilizada para a fabricação da prótese (Foto: Divulgação)

A usuária da prótese realizará acompanhamento fisioterápico para se adaptar ao mecanismo e poder usá-lo normalmente.

A equipe, também composta pelos alunos Fernanda Virtuozo e Leonardo Janiszevski, recebeu auxílio técnico do Laboratório de Idéias da Prefeitura Municipal de Guarapuava para o desenvolvimento da prótese.

Reopção de curso 2017.1

Oportunidade para a galera que tá pensando em mudar de curso!

O Departamento de Processos Seletivos da UTFPR publicou na sexta-feira (10) o edital  para o Processo Seletivo de Reopção de Cursos de Graduação para o 2° semestre letivo de 2017. As inscrições têm início nesta segunda-feira (13) e seguem até o próximo dia 19. O total de vagas e o período mínimo de cada curso estão disponíveis no Anexo I do edital.

Quem pode participar?

A seleção é destinada exclusivamente aos alunos regularmente matriculados ou com matrícula trancada no mínimo no 2º período em um dos cursos de graduação da UTFPR e que desejam fazer a mudança de curso dentro do próprio câmpus.

Como se inscrever?

Para concorrer, é preciso preencher a Ficha de Inscrição pela internet e entregar a documentação exigida no edital ao Departamento de Registros Acadêmicos (Derac) do respectivo câmpus.

Classificação e resultados

A classificação se dará por ordem decrescente de Coeficiente de Rendimento obtido no curso de origem, sendo respeitado o período mínimo exigido para ingresso no curso desejado. O resultado da 1ª chamada será publicado no próximo dia 29 e os selecionados devem entregar a Declaração de Aceite de Mudança de Curso no dia 31.