Avaliação do Docente pelo Discente

É hora de dar aquele feedback aos professores desse semestre e assim melhorar a qualidade do ensino na Tecnológica! O período do processo de avaliação do docente pelo discente já está aberto e segue até a terceira semana de junho, dependendo do câmpus.

Para efetuar a avaliação, é preciso acessar o portal do aluno do seu Câmpus e clicar no ícone ‘Avaliação do Professor’. Uma página explicando como funciona a avaliação aparecerá e, em seguida, uma uma nova tela apresentará as matérias cursadas pelo estudante no semestre. Ao escolher a disciplina para avaliação, é possível atribuir estrelas, em escala crescente de 1 a 5, indicando a qualidade do professor em cada quesito.

E você sabe por que é tão importante realizar a avaliação? É por meio dela que os professores irão saber onde e como podem melhorar seus métodos de aula, já que são analisados a didática, o planejamento, as avaliações e o relacionamento com o professor, além de espaço específico para deixar comentários anonimamente ao docente.

Projeto possibilita estudo de topografia por meio de realidade aumentada

Sim, a tecnologia é um dos grandes aliados da educação!

Um exemplo é o projeto SARndbox, realizado no Câmpus Campo Mourão, que faz uso de ferramentas tecnológicas para criar uma simulação de realidade aumentada de relevos topográficos.

“A ideia é integrar um sistema de realidade aumentada com modelos topográficos criados fisicamente, que têm sua superfície escaneada em tempo real. Esses modelos são usados como plano de fundo para uma variedade de efeitos gráficos e simulações”, explica a professora Maristela Mezzomo, orientadora do projeto. O sistema de simulação conta com um computador, um projetor, um sensor de profundidade e uma caixa contendo areia. Tudo bem simples e o legal é que o simulador pode ser manuseado mesmo sem a supervisão de um especialista.

SARndbox simulando um relevo de montanha (Imagem: divulgação)

SARndbox simulando um relevo de montanha (Imagem: divulgação)

A iniciativa do projeto partiu de um grupo de alunos do Curso Técnico Integrado em Informática. “Montamos a SARndbox e apresentamos em uma ação de extensão junto à Diretoria de Relações Empresariais e Comunitárias para a Feira de Ciências e ExpoUT de 2015. Em 2016, a ação virou um Projeto de Recurso Educacional Aberto ligado à Diretoria de Graduação do Câmpus”, comenta Maristela.

Atualmente, a SARndbox é utilizada como ferramenta de apoio didático para aulas que trabalham com a temática ambiental, como nas disciplinas de Geomorfologia (Engenharia Ambiental) e de Geografia I e II (Técnico Integrado em Informática).

“Os resultados têm demonstrado que a SARndbox é uma ferramenta didática interessante, que aproxima o uso de interfaces não-convencionais no ensino, permitindo que alunos, professores e profissionais tenham a oportunidade de interagir a partir da escolha e elaboração de estratégias para agir de modo autônomo. Além disso, a interface permite que o aprendiz explore de forma mais ampla o material educacional, através de uma interatividade ativa e sensorial”, avalia a professora.

SARndbox

Criada originariamente na Universidade da Califórnia (EUA), a SARndbox se popularizou por ser uma proposta interativa que facilita o ensino de temas relacionados à topografia. No Paraná, apenas o projeto do Câmpus Campo Mourão está credenciado junto à coordenação internacional da SARndbox.

Reopção de curso 2017.1

Oportunidade para a galera que tá pensando em mudar de curso!

O Departamento de Processos Seletivos da UTFPR publicou na sexta-feira (10) o edital  para o Processo Seletivo de Reopção de Cursos de Graduação para o 2° semestre letivo de 2017. As inscrições têm início nesta segunda-feira (13) e seguem até o próximo dia 19. O total de vagas e o período mínimo de cada curso estão disponíveis no Anexo I do edital.

Quem pode participar?

A seleção é destinada exclusivamente aos alunos regularmente matriculados ou com matrícula trancada no mínimo no 2º período em um dos cursos de graduação da UTFPR e que desejam fazer a mudança de curso dentro do próprio câmpus.

Como se inscrever?

Para concorrer, é preciso preencher a Ficha de Inscrição pela internet e entregar a documentação exigida no edital ao Departamento de Registros Acadêmicos (Derac) do respectivo câmpus.

Classificação e resultados

A classificação se dará por ordem decrescente de Coeficiente de Rendimento obtido no curso de origem, sendo respeitado o período mínimo exigido para ingresso no curso desejado. O resultado da 1ª chamada será publicado no próximo dia 29 e os selecionados devem entregar a Declaração de Aceite de Mudança de Curso no dia 31.

Inscrições abertas para o complemento da Lista de Espera do Sisu 2017.1

Mais uma oportunidade para a galera que está a fim de estudar na UTF!

Até dia 2 de março, estão abertas as inscrições para o Processo de Complementação da Lista de Espera do Sisu 2017/1. O objetivo é cadastrar candidatos para complementar a lista de convocadas das chamadas nominais para alguns cursos nos Câmpus de Apucarana, Campo Mourão, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Guarapuava, Londrina, Medianeira, Pato Branco, Santa Helena e Toledo.

Clique aqui para conferir a íntegra do edital.

As inscrições devem ser realizadas pela página ‘Futuros Alunos’, no site da UTFPR. Lá, o candidato optará por um dos cursos, câmpus, e qual categoria de cotas deseja concorrer.

Detalhe importante: esta seleção não se restringe para os candidatos que realizaram o Enem 2016. Também podem concorrer aqueles que fizeram o Exame nas edições de 2015, 2014, 2013 ou 2012. E mais, para quem não se encaixar em nenhuma dessas possibilidades, é possível se candidatar com o rendimento escolar do Ensino Médio, mesmo sem as notas do Enem.

Nesse último caso, além da inscrição pela internet, o candidato deverá enviar uma cópia legível de seu Histórico Escolar do Ensino médio na extensão pdf, para o e-mail bancodeespera@utfpr.edu.br, com o título Complementação da Lista de Espera do SISU 2017/1, seguindo as instruções complementares do edital.

A relação dos convocados para a Chamada Nominal será divulgada na página Futuros Alunos e a convocação para as chamadas seguirão o cronograma estabelecido no edital Sisu-UTFPR.

UTFPR seleciona alunos para estudar engenharia civil em Portugal

A UTFPR está com inscrições abertas para o curso de engenharia civil no Instituto Politécnico de Bragança (IPB), na cidade de Bragança, Portugal. A ação faz parte do ‘Programa de Formação de Engenheiros Civis no IPB em parceria com a UTFPR’.

engenharia_civil_ipb

O Processo Seletivo é destinado exclusivamente a estudantes brasileiros com ensino médio completo e que tenham realizado as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2015, 2014 ou 2013. O aluno selecionado e regularmente matriculado no IPB poderá, na fase final do curso, concluir a graduação em Engenharia Civil no Câmpus Campo Mourão da UTFPR, através do programa de dupla diplomação existente entre as instituições.

As inscrições são gratuitas e deverão ser efetuadas até 20 de julho, exclusivamente pela internet.  Ao todo, o edital oferece 20 vagas e as aulas estão previstas para iniciar já no próximo mês de setembro.

Acesse o portal do Câmpus Campo Mourão e consulte a íntegra do edital.