Resultado do Sisu 2017.2

Saiu, galera!

O Ministério da Educação publicou nesta segunda-feira (5) a relação de convocados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para os cursos de graduação do segundo semestre letivo. Para conferir os nomes, é só acessar a página do Sistema

Algumas obervações importantes:

  • Na UTFPR, o requerimento de matrícula deve ser protocolado diretamente no câmpus onde o curso é ofertado;
  • Os documentos exigidos para matrícula estão listados no Anexo IV do edital Sisu-UTFPR;
  • A documentação pode ser entregue por outra pessoa, sem a necessidade de procuração.

Ah, e as vagas eventualmente não ocupadas nesta chamada serão preenchidas mediante utilização da Lista de Espera disponibilizada pelo Sisu/MEC. As inscrições para a Lista já estão abertas e seguem até 19 de junho, também na página do Sisu.

Tecnológica Esclarece: Auxílio Estudantil

00469_utfpr_esclarece_01_6244118222938215709

Sim, sabemos que estão rolando algumas dúvidas em torno do Programa de Auxílio Estudantil da UTFPR. Para respondê-las, a Assae, órgão ligado à Reitoria e que cuida especificamente desse assunto, divulgou uma nota esclarecendo alguns pontos.

Confira aqui a íntegra da nota

O primeiro é que, “o edital de 2017 foi lançado contemplando 12 meses de vigência, diferentemente dos anteriores, que eram semestrais”. Ou seja, a um mesmo aluno passou a ser garantido o dobro de bolsas, de maneira que que não seja necessário uma nova inscrição no segundo semestre. Segundo a nota, “essa mudança foi fruto de uma reivindicação dos estudantes e apoiada pelos Núcleos de Atendimento Psicopedagógicos (Nuapes) dos câmpus da UTFPR”.

Somente nesta edição, a UTFPR recebeu 1.073 novas inscrições em relação ao segundo semestre de 2016, o que totalizou 7.069 inscritos. A Assae esclarece que, no entanto, “o recurso do PNAES (Programa Nacional de Assistência Estudantil), distribuído pelo governo federal, não cresce na mesma proporção que a entrada de novos estudantes ao Programa de Auxílio Estudantil na UTFPR”.

“O recurso financeiro disponível para 2017 é de R$19.194.981,00, dividido em duas parcelas: 80% para atender à seleção do primeiro semestre e 20% para atender a do segundo semestre. Este recurso é destinado somente aos estudantes de graduação. A UTFPR auxilia os demais estudantes do ensino técnico e da pós-graduação stricto sensu com recursos de custeio não oriundos do PNAES”, acrescenta o órgão.

Com o recurso disponível para este primeiro semestre letivo, foi possível contemplar 2.201 estudantes de graduação e 30 estudantes dos demais níveis de ensino (estes, com recursos de custeio da UTFPR). Ao todo, foram 7.069 inscrições, sendo 5.224 deferidas, 1.033 não homologadas e 812 indeferidas. Já para o segundo semestre letivo, a expectativa é contemplar 600 estudante com os outros 20% dos recursos.

A seleção dos alunos bolsistas se dá em duas etapas:

1ª etapa, de deferimento – quando os estudantes entregam toda a documentação exigida.

2ª etapa, de homologação – quando as inscrições deferidas (aquelas com a documentação ‘ok’), são ordenadas por ordem decrescente do Índice de Vulnerabilidade, definido no próprio edital.

Ou seja, a condição de “inscrição deferida” não estabelece vínculo para a concessão da bolsas, uma vez que a ideia sempre foi contemplar os alunos que mais precisam das bolsas, já que o recurso disponível é menor do que a real necessidade.

Até o fim desta semana, a Assae irá publicar a Lista de Espera do Programa, constituída por estudantes com inscrições deferidas, mas não contemplados por falta de recursos financeiros. A Lista servirá para futuras convocações nos casos de alguma desistência dos alunos já contemplados ou em possíveis vagas remanescentes no segundo semestre.

Ainda está com dúvida quanto algum processo do Programa? A  Assae está disponível esclarecer, basta encaminhar e-mail para o seguinte endereço 😉 assuntosestudantis@utfpr.edu.br

Inscrições abertas para o seletivo de transferência e aproveitamento de curso

Estão abertas até o próximo dia 28 o período de inscrições para o seletivo de Transferência e Aproveitamento de Cursos de Graduação para o segundo semestre letivo de 2017. Podem concorrer às vagas alunos regularmente matriculados em cursos de graduação e também para egressos, sejam da UTFPR ou de outras instituições de ensino superior.

A inscrição deve ser feita pelo preenchimento da Ficha de Inscrição, disponível no Portal da UTFPR na aba ‘Futuros Alunos’. Após o preenchimento, o candidato deve clicar em “enviar”, imprimir e assinar a Ficha de Inscrição para anexar à documentação – disponível no item 1.2 do edital – que deve ser entregue ao Departamento de Registros Acadêmicos (DERAC) do respectivo câmpus.

As 627 vagas disponíveis serão preenchidas a partir da seguinte ordem de prioridade:

  • candidatos matriculados, ou com matrícula trancada, em cursos de mesma denominação ofertados em câmpus distintos da UTFPR;
  • candidatos matriculados, ou com matrícula trancada, em cursos de mesma denominação ofertados nas demais instituições públicas de ensino superior do país;
  • candidatos matriculados, ou com matrícula trancada, em cursos de mesma denominação, ofertados nas demais instituições de ensino superior do país;
  • candidatos matriculados, ou com matrícula trancada, em cursos de áreas afins ofertados nas demais instituições públicas de ensino superior do país;
  • candidatos matriculados, ou com matrícula trancada, em cursos de áreas afins ofertados nas demais instituições de ensino superior do país;
  • candidatos egressos de cursos de graduação ofertados em instituições de ensino superior do país;
  • candidatos matriculados ou com matrícula trancada, em outros cursos do mesmo câmpus da UTFPR.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 12 de junho, no site da UTF.

Boa sorte 😉

Equipe da UTFPR conquista 3° lugar no Hackathon Sesi 2017

A UTFPR foi um dos destaques da edição 2017 do Hackathon Sesi, com o 3° lugar da competição \o/

A equipe composta pelo servidor Pedro Monteiro e pelo aluno Cleiton, do Câmpus Curitiba, trouxe indicadores de 2016 para criar um software de inteligência que identifica se o trabalhador está com alguma situação ergonômica inadequada, falta de EPI ou próximo a alguma estrutura que indique perigo. A notificação é em tempo real.

hackaton

Cleiton e Pedro, membros da equipe que conquistou o 3° lugar na competição (Foto: Divulgação)

Após 36 horas ininterruptas de competição, os jurados elegeram os melhores projetos de acordo com os seguintes critérios: impacto, viabilidade da implementação, inovação para o mercado, qualidade do produto, criatividade da ideia e aplicação na indústria, sendo este último o critério com maior peso.

Confira os dois primeiros colocados:

1° lugar –  aplicativo que permite ao trabalhador solicitar auxílio caso seja vítima de um acidente de trabalho. A plataforma serve para coleta de dados, aumento da produtividade e aproximação entre empresa e trabalhador.

2° lugar – aplicativo que libera ou proíbe o acesso do trabalhador no ambiente laboral de acordo com o uso de EPIs. Com isso, eles esperam que as empresas diminuam os gastos com indenizações ou processos trabalhistas. O software funciona com um sensor que emite um alerta.

Hackathon Sesi

A maratona de inovações tecnológicas foi realizada nos 24, 25 e 26 de março e reuniu estudantes e profissionais de diversas áreas com um mesmo objetivo: propor soluções para os principais desafios em segurança e saúde nas empresas.

 

Câmpus Medianeira publica editais para dupla diplomação em Portugal

O Câmpus Medianeira recebe até esta terça-feira, dia 12, inscrições de alunos interessados em participar do processo de dupla diplomação com universidades portuguesas. Ao todo, são ofertadas até 12 vagas para os alunos de Ciência da Computação, Engenharia de Alimentos e Engenharia Ambiental.

Confira os editais:

Para participar, o aluno precisa ter disponibilidade para morar em Portugal pelo período de 12 meses, ter rendimento mínimo de 0,6 no ato da inscrição, e ter matrícula ativa no período mínimo exigido no respectivo edital. O intercâmbio terá início entre os meses de agosto e setembro.

Os candidatos serão classificados por ordem decrescente da média aritmética simples dos pontos obtidos nos seguintes critérios:  a) coeficiente de rendimento escolar; b) ficha de pontuação preenchida e documentada; e c) entrevista.

Os documentos e a ficha de inscrição devem ser entregues na Diretoria de Graduação e Educação Profissional do próprio Câmpus.