Idiomas sem Fronteiras: inscrições abertas para o curso online de francês

O français pode estar mais perto do que você imagina! Se o seu grande sonho é aprender a 6ª língua mais falada no mundo (oficial em países como França, Canadá, Suiça e Haiti), o Idiomas sem Fronteiras vai quebrar o seu galho :) Isso porque o novo programa oferece cursos de idioma para alunos de todas as graduações, desde que matriculados em instituições credenciadas.

Neste primeiro momento, foram disponibilizadas sete vagas para a UTF. Então, é melhor correr e se inscrever, hein! Entre os critérios de desempate, caso a procura ultrapasse o número de vagas ofertadas, está a porcentagem de integralização dos créditos do curso de graduação e a nota mínima de 600 pontos no Enem. Para se inscrever é bem simples, basta acessar o site, informar seu endereço, CPF, e-mail válido e Voilà!

A previsão é que o curso, de 24 módulos reunidos em dois níveis, inicie em fevereiro de 2015. O curso irá abordar tanto a compreensão oral e escrita, quanto o vocabulário e gramática francesa. As inscrições vão até às 12h (meio-dia em ponto)  do dia 08 de dezembro.

Sobre o Idiomas sem Fronteiras

O novo programa, vinculado ao Ciência sem Fronteiras, segue a fórmula do Inglês sem Fronteiras, porém ampliada. Oferece cursos de língua para os alunos interessados nos programas de intercâmbio e para graduandos de letras que querem aperfeiçoar o idioma estudado.

Com esta extensão do programa, também serão ofertados cursos para os seguintes idiomas: espanhol, italiano, japonês, mandarim, alemão e o inglês, é claro.

Mais informações, no site oficial do IsF

UTFPR é finalista do Prêmio Bom Design 2014

E aí, ficou sabendo da SemanaD que aconteceu no começo do mês? O evento foi lá no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, e teve a presença de designers, empresas e toda a comunidade. Durante a quarta edição da SemanaD, eles puderam trocar informações, promover marcas e produtos e, principalmente, compartilhar experiências mostrando o poder transformador do design.

O PRÊMIO BOM DESIGN 2014

No “Dia do Designer”, 5 de novembro, foram realizadas palestras e workshops em que alguns professores da UTF foram os protagonistas, propagando o conhecimento para todos os que estavam presentes: Ana França, Marco Mazarotto, Gheysa Prado, Kando Fukushima, Claudia Bordin e Marcelo Publio. Mais tarde, no Espaço D, foi realizada a entrega dos certificados aos finalistas do Prêmio Bom Design 2014, e também da premiação principal aos vencedores.

Dois projetos finalistas foram realizados por alunos da UTFPR: o website desenvolvido por Priscylla Soares Nunes para a ONG Amahteb e o aplicativo Pin Curitiba de Ary Ney Chaicoski Junior e Gabrielle Justi Kalô.

Pin Curitiba

O aplicativo foi desenvolvido para dispositivos móveis e oferece informações sobre os patrimônios tombados pelo patrimônio nacional e estadual presentes na cidade de Curitiba.

Por enquanto, o aplicativo é apenas um protótipo desenvolvido para o TCC dessa dupla aí, mas toda a interface está disponível aqui.

Os patrimônios são divididos em: Edifícios, Monumentos, Museus, Natural, Paisagens Urbanas e Residências:

E em cada seção você encontra uma lista de lugares para visitar:

Não sabe o que é patrimônio tombado? O Pin Curitiba pode te explicar:

 

Dentro do sistema é possível acessar os mapas que indicam as atrações da mesma seção:

E também criar roteiros de passeios:

 

Legal né?! Se quiser ver mais sobre o aplicativo é só dar o play nesse vídeo.

 

 

 

Auxílio Moradia da UTFPR terá aumento de 70 reais

A bolsa Auxílio Moradia da UTFPR terá, a partir de novembro, acréscimo de R$ 70 em seu valor, que passará para R$ 300. O aumento referente a novembro será depositado junto com a parcela de dezembro.

O Auxílo Moradia é um dos benefícios concedidos pelo programa Auxílio Estudantil da Universidade. A bolsa é destinada aos alunos classificados em condições de vulnerabilidade socioeconômica e que moram fora do seu domicilio familiar. Atualmente o benefício contempla aproximadamente 1.830 alunos nos 13 câmpus da instituição.

Semana da Consciência Negra: confira a programação nos câmpus

Nesta semana, vamos comemorar o dia da consciência negra, celebrado no dia 20 de novembro \o/.Vários câmpus da UTF aproveitaram a data para destacar a cultura e os valores afrodescendentes. 

Divulgação do evento no Câmpus Curitiba

No Câmpus Curitiba, o evento “Consciência negra em foco”, organizado pelos alunos do curso de Comunicação Organizacional, coloca em discussão história, cultura e direitos, por meio de exposição de audiovisual, de músicas e de poemas nos dias 17 e 18, com direito até a roda de samba no RU! :D
E, no dia 19, acontecem mesas de debate sobre variados temas e oficina de capoeira.

Em Ponta Grossa, a programação se estende até o dia 28/11, com bate-papos sobre racismo e humanismo, palestra, debate, sessões de cinema e apresentações culturais que vão do clássico berimbau ao hip-hop.

Apucarana, em parceria com o Grupo de Estudos em Ações Afirmativas do Câmpus Londrina, realiza palestras com foco em políticas públicas e ações afirmativas em universidades e cine debate entre os dias 19 e 20.

Divulgação no Câmpus Francisco Beltrão

Também será promovida, em Cornélio Procópio, a palestra sobre o movimento negro no Brasil e no município no dia 18, às 19h, no anfiteatro. A atração, realizada pelo DCE do Câmpus, será ministrada pelo presidente da Associação dos Negros Procopenses (ANEPRO).

Em Campo Mourão, haverá atividades de pesquisa sobre a presença e a influência da cultura afro no Brasil.

Além disso, o Câmpus Francisco Beltrão vai colocar um tempero a mais, com feijoada no cardápio do RU no dia 20.

Ufa! A semana vai ser agitada! A programação completa dos câmpus Apucarana, Curitiba e Ponta Grossa você confere nos links.

Energia a mil!

Cinco alunos da UTF de Medianeira desenvolveram um protótipo veicular que participará pela primeira vez da 11ª Maratona de Eficiência Energética. A competição será realizada no Kartódromo Ayrton Senna em Interlagos/SP entre os dias 24 e 28 de novembro.

Equipe Pé Vermelho e o protótipo que participará da competição, no final de novembro

Os alunos foram orientados pelo professor Renato Pompeu, coordenador do projeto. Segundo ele, o principal objetivo da equipe Pé Vermelho é aperfeiçoar o protótipo para conseguir melhores posições nas próximas edições da maratona.

O veículo desenvolvido pelos nossos representantes foi projetado para rodar 100 km com um litro de gasolina e tem capacidade para uma pessoa de até 50 quilos. Por isso, a piloto de testes é Laura Foltz, a única menina da equipe formada por Alisson Veiga, Maurício Kusbick, Leandro Santos e Marcelo Ramos dos Santos – todos eles alunos de engenharia de produção ou elétrica.

Dentro do veículo está a piloto de testes Laura Foltz, única menina da equipe Pé Vermelho

Olha só o que o Alisson acha do projeto:

“A construção do protótipo coloca em prática diversos tipos de conteúdos que aprendemos na teoria e também alguns que nem chegamos a estudar em sala de aula. Foi preciso correr atrás e aprender. Vimos na prática que existem prazos, que muitas vezes são bem curtos e é necessário esforço pra conseguir cumpri-los. Praticamos o trabalho em equipe. Com a cooperação de toda a equipe, é possível reduzir tempo na execução das atividades, melhorar as ideias e fazer um trabalho melhor como um todo. Também aprendemos que situações inesperadas surgem o tempo todo e é preciso aprender a contorná-las da melhor forma. Acredito que a experiência deste projeto seja algo próximo do que enfrentaremos depois da formação acadêmica e assim, quando chegarmos ao mercado de trabalho, já estaremos um pouco mais preparados e acostumados”.

Gostou? Quer ficar por dentro das notícias da equipe Pé Vermelho? Clique aqui para curtir a página deles no facebook.

Assinaturas dos integrantes da equipe Pé Vermelho que desenvolveram o veículo