Hackathon Paraná 2016 recebe inscrições até esta sexta-feira, dia 23

Tem alguma ideia inovadora voltada à gestão pública?

Estão abertas até esta sexta-feira, dia 23, as inscrições para a Hackathon Paraná 2016, maratona de desenvolvimento de softwares. O evento tem como objetivo incentivar  a criação de soluções digitais para questões relacionadas ao desenvolvimento urbano, principalmente às áreas de transporte público e obras públicas.

hackathon_2016

Os temas específicos serão divulgados somente na abertura da maratona, que será realizada entre os dias 7 e 9 de outubro, na sede da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas diretamente na página do evento. Ao todo, serão aceitas 50 inscrições, divididas nas seguintes categorias: 26 vagas para desenvolvimento, 12 vagas para design e 12 vagas para business.

Como premiação, cada integrante da equipe vencedora receberá troféu, diploma e um curso nas seguintes áreas: criação de aplicativos; criação de jogos; design thinking; produção de conteúdos & mídias digitais; empreendedorismo; ou idiomas (inglês, francês, alemão, italiano ou espanhol). Os vencedores também poderão dar continuidade ao projeto em um programa de mentorias para startups, além da concessão de créditos de até US$ 120 mil para consumo de tecnologia IBM, pelo período de 12 meses.

Sobre o Hackathon

O termo resulta de uma combinação das palavras inglesas “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona). Trata-se de um evento que reúne programadores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de software para uma maratona de programação, cujo objetivo é desenvolver um software que atenda a um fim específico ou projetos livres que sejam inovadores e utilizáveis.

Durante a maratona, que pode durar entre um dia ou uma semana, os participantes têm a oportunidade de concorrer a prêmios, conhecer outros profissionais da área, fazer networking e participar de um projeto colaborativo em um ambiente específico de programação.

UTF lança parceria para versão mobile do Portal do Aluno

Já pensou você ter uma ideia que pode melhorar a vida de toda a Universidade e vê-la sendo concretizada? É o que tá acontecendo com um grupo de alunos dos Câmpus Curitiba e Dois Vizinhos.

Em disciplinas da graduação, eles desenvolveram versões mobile do Portal do Aluno e rapidão o app se popularizou entre a galera. E, de fato, os projetos facilitam muito na hora de saber, por exemplo, em qual sala será a próxima aula. Ah, e também trazem informações da vida vida acadêmica.

Reitor Luiz Alberto Pilatti acompanhado dos alunos responsáveis pelos apps

Reitor Luiz Alberto Pilatti acompanhado dos alunos responsáveis pelos apps (Foto: Decom)

Agora, para aperfeiçoá-los e garantir a segurança de todas as informações, foi lançado um projeto que vai integrar as duas plataformas já existentes dentro da estrutura de TI da UTF. O projeto é da Diretoria de Gestão da Comunicação e será coordenado pelo professor Leandro Batista de Almeida, do Departamento Acadêmico de Informática do Câmpus Curitiba (Dainf).

O projeto foi lançado oficialmente na última sexta-feira (16) pelo reitor Luiz Alberto Pilatti com a presença dos alunos de Engenharia de Computação (Campus Curitiba) André Fedalto, Felipe Tissot e Arthur Martins; e do estudante de Engenharia de Software (Câmpus Dois Vizinhos) Reinaldo Fernandes.

Lançamento do projeto com a presença dos orientadores e técnicos da Reitoria (Foto: Decom)

Lançamento do projeto com a presença dos orientadores e técnicos da Reitoria (Foto: Decom)

“Isso que está acontecendo é muito importante porque dá pra ver que traz resultados. O aluno produz e a Universidade vê que isso é importante e une tudo, o que traz uma sensação muito maior de propriedade. A Universidade é minha e não estou só fazendo uso do que está aqui”, comenta o aluno André Fedalto.

A nova plataforma tem previsão para se entregue no segundo semestre do ano que vem.

 

Alunos de comunicação recebem prêmio em evento científico nacional

Os alunos do curso de Comunicação receberam duas premiações no congresso nacional do Intercom 2016. Os trabalhos premiados foram o ‘Planejamento Estratégico para Escolas Públicas da Rede Municipal de Curitiba, Dê um Level Up na sua Vida’ e ‘Planejamento Estratégico de Comunicação Integrada: Caminho do Chá’. Além das premiações, o curso também apresentou o trabalho ‘A Questão de Gênero na Escola Eetratada por Storyboard em Aquarela’. O Congresso foi realizado entre os dias 3 e 9 de setembro, na Universidade de São Paulo (USP).

Equipe vencedora do Intecom 2016, categoria 'Planejamento Estratégico em Relações Públicas'

Equipe vencedora do Intecom 2016, categoria ‘Planejamento Estratégico em Relações Públicas’

Líder do trabalho ‘Dê um Level Up na sua vida’, Adam Weber, comenta que o projeto nasceu a partir de uma atividade interdisciplinar na qual a temática evidenciava a importância do planejamento de vida desde os primeiros anos escolares, para amenizar problemas de desmotivação e descontinuidade da aprendizagem. Focado no aluno como ponto-alvo, o trabalho busca proximidade com o público por meio de um conceito de gamificação, com uma linguagem simples e educativa, mas ao mesmo tempo atual e interativa. Um aplicativo para celulares de game e uma plataforma física de jogo de tabuleiro sustentam a proposta.

“O objetivo é que, com a escola como base de conhecimento e ponto de partida para uma aventura interativa, o aluno seja capaz de realizar suas escolhas e decidir o seu próprio futuro”, comenta Weber, aluno do sexto período de Comunicação Organizacional. O trabalho foi premiado na categoria ‘Planejamento Estratégico de Relações Públicas’.

Além disso, Weber conta que a experiência foi enriquecedora para todo o grupo, uma vez que os integrantes tiveram a oportunidade de conhecer pessoas de outras regiões e seus projetos na área de comunicação. “Suas visões, realidades e particularidades culturais contribuíram imensamente, agregando não apenas ao nosso projeto como um todo, mas ao individual de cada integrante da equipe. E receber o prêmio nacional é o reconhecimento do valor inestimável do projeto e da dedicação que temos por ele”, completa.

Os três trabalhos já haviam sido apresentados e também premiados na etapa regional do Congresso. No evento, são debatidos tópicos de jornalismo, relações públicas, publicidade, rádio, televisão, cinema, produção editorial e de conteúdo para mídias digitais e políticas públicas de Comunicação.

Seletivo para reopção de curso recebe inscrições até 20 de setembro

Já é aluno da UTF e tá pensando em mudar de curso?

Pois corre aí! Seguem abertas até o próximo dia 20 as inscrições do processo seletivo de reopção de cursos destinado a alunos da graduação que estejam matriculados ou com matrícula trancada a partir do segundo período letivo.

Mas, atenção: a mudança é possível apenas entre cursos de um mesmo câmpus!

Para concorrer, o aluno deve preencher a Ficha de Inscrição pela internet e entregar a documentação exigida no edital diretamente no Departamento de Registros Acadêmicos (Derac) do respectivo câmpus. A inscrição é válida para apenas um curso.

Os candidatos serão classificados por ordem decrescente de Coeficiente de Rendimento das Disciplinas Convalidadas (CRC), que leva em conta a carga horária e a nota final das disciplinas. Os selecionados deverão participar do processo de matrícula de veteranos da UTFPR para o 1° semestre letivo de 2017 como aluno regular do novo curso, nas mesmas condições dos demais alunos.

Câmpus Dois Vizinhos seleciona alunos para dupla diplomação

O Câmpus Dois Vizinhos, em parceria com o Instituto Politécnico de Bragança (Portugal), está com com inscrições abertas até 15 de setembro para o Programa de Dupla Diplomação em Zootecnia e Agronomia. A documentação exigida para inscrição deve ser entregue diretamente à Diretoria de Graduação e Educação Profissional (Dirgrad) do Câmpus.

Edital de dupla diplomação em Zootecnia
Edital de dupla diplomação em Agronomia

O objetivo do programa é promover a mobilidade internacional e oferecer contato com outras culturas. Ao todo, serão aceitos dois alunos do curso de Zootecnia e quatro alunos de Agronomia. O programa terá duração de um ano e as despesas como passagem, translado, seguro e passaporte ficam por responsabilidade dos estudantes. As aulas devem iniciar no primeiro semestre letivo de 2017.

Após as inscrições, os alunos passarão por uma comissão composta por dois professores do curso e psicóloga do Câmpus que classificarão os alunos de acordo com os critérios: coeficiente de rendimento (peso 3); ficha de pontuação preenchida e documentadas (peso 3); entrevista (peso 4). A relação com os nomes dos candidatos classificados será divulgada na página do Dirgrad no dia 27 de setembro.